MOMENTO LÚDICO

Vídeo flagra momento em que leão-marinho faz aparição surpresa em praia

Mia Edwards e seu namorado estavam descansando na beira do mar quando foram surpreendidos pelo mamífero marinho que lhes deu um tremendo susto

Foto: Twitter/Mia_Edwards
Foto: Twitter/Mia_Edwards

As imagens mostram o momento divertido em que um leão-marinho aparece repentinamente na orla de uma praia e assusta um casal que estava na areia.

Mia Edwards e seu namorado Michael Melvin, de Phoenix, Arizona, nos Estados Unidos, estavam em pé em uma praia, relaxando enquanto as ondas batiam em seus pés quando o mamífero fez uma aparição surpresa no último sábado.

Mia, que é estudante da Universidade Grand Canyon, estava filmando o namorado em pé na beira da praia quando de repente ela grita e se assusta com o mamífero.

Mia exclama “meu Deus” antes de correr em direção à praia com Michael enquanto o leão-marinho emite sons para o casal na praia desconhecida.

Ela postou o vídeo no Twitter, onde recebeu mais de 324 mil curtidas com a legenda: “Aqui estão as cenas ao vivo de Micheal e eu no distraindo e curtindo a praia até que um leão-marinho apareceu de surpresa e nos deu um enorme susto. Divirta-se”.

Os leões-marinhos machos podem ser muito territoriais e são conhecidos por defender seu habitat quando seres humanos se aproximam demais deles durante a estação de acasalamento entre maio e junho.

Foto: Twitter/Mia_Edwards
Foto: Twitter/Mia_Edwards

A maioria dos leões-marinhos da Califórnia vive no próprio estado, mas também podem ser vistos na Colúmbia Britânica, na Ilha de Vancouver e na costa do México.

Os leões-marinhos usam sua região pélvica, que é flexível e giram suas nadadeiras traseiras que ficam embaixo do corpo para se mover em terra.

Na água, os mamíferos usam suas grandes nadadeiras frontais para atravessar a água e se impulsionar para frente.

Foto: Twitter/Mia_Edwards
Foto: Twitter/Mia_Edwards

Um leão-marinho do sexo feminino normalmente vive cerca de vinte anos e sua idade pode ser estimada pelo número de camadas de crescimento em seus dentes.

Sabe-se também que as leões-marinhos tendem a viver mais do que os machos.

Foto: Twitter/Mia_Edwards
Foto: Twitter/Mia_Edwards

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui