Sergipe decreta situação de emergência após óleo contaminar praias

Adema/Governo de Sergipe

O aumento da devastação ambiental causada pela contaminação de praias por óleo de origem desconhecida levou o governo de Sergipe a decretar situação de emergência no estado.

Adema/Governo de Sergipe

“A preocupação é que a situação vem se agravando com o aumento da quantidade de manchas, o que faz com que o governo tenha que definir novas ações”, afirmou o governo de Sergipe.

Amostras do material estão sendo coletadas e enviadas à Marinha para que sejam investigadas. Além disso, a Administração Estadual do Meio Ambiente, em conjunto com outros órgãos, está limpando a areia das praias.

Um último balanço do Ibama demonstrou que 124 locais de 59 municípios nordestinos foram afetados pelo petróleo que, segundo análise do Ibama, não é produzido no Brasil. Onze animais já foram atingidos pelo óleo e oito deles morreram.

O Ibama pediu que a Petrobras auxiliasse na limpeza das praias, que está sendo feita através de agentes comunitários previamente treinados e contratados pela empresa.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui