Primeiro supermercado vegano da Irlanda é inaugurado em Dublin

Com o objetivo oferecer aos clientes opções mais sustentáveis o Veganic oferece produtos veganos 100% orgânicos, carne à base de vegetais, cosméticos livres de crueldade e ração para cães vegana


 

Foto: Veganic
Foto: Veganic

O primeiro supermercado vegano 100% orgânico da Irlanda abriu suas portas em Dublin.

Chamado de Veganic, a nova loja está localizada no Green Shopping Center de Santo Estêvão. O estabelecimento vende carne vegana – incluindo bifes à base de vegetais, bacon, peixe e chouriço -, além de frutas e legumes frescos. Também são oferecidos cosméticos livres de crueldade e produtos de limpeza sem toxinas. Os clientes podem até comprar alimentos para cães à base de vegetais.

De acordo com o site da loja, um “grupo misto de pessoas” (de onívoros a praticantes do desperdício zero) administra a Veganic. Todos os seus funcionários estão unidos por um objetivo comum: ajudar as pessoas a consumir produtos melhores para eles e para o planeta.

Irlanda adota alimentos à base de vegetais para o planeta

Os produtos feitos de carne de origem animal têm um impacto prejudicial ao meio ambiente. De acordo com a maior análise de produção de alimentos já realizada – feita pela Universidade de Oxford em 2018 -, a atitude mais efetiva que uma pessoa pode adotar para reduzir seu impacto no planeta é mudar sua alimentação para uma dieta baseada em vegetais.

O principal pesquisador do estudo, Joseph Poore, disse na época: “uma dieta vegana é provavelmente a melhor maneira de reduzir seu impacto no planeta Terra”. Ele acrescentou: “não apenas os gases de efeito estufa, mas a acidificação global, eutrofização, uso da terra e uso da água”.

Foto: Veganic
Foto: Veganic

Na Irlanda, as pessoas estão se conscientizando do impacto negativo de comer carne. Uma pesquisa recente da Vitabiotics descobriu que quase metade da população irlandesa está pronta para se tornar vegana por razões ambientais e éticas.

A ex-presidente do país, Mary Robinson – que também é a fundadora da Fundação Mary Robinson – Justiça Climática – falou em várias ocasiões sobre o vínculo entre produtos de origem animal e a crise climática. Ela incentivou os consumidores a considerar adicionar mais alimentos à base de vegetais em sua alimentação.

No encontro do One World Summit em Ottawa, Canadá, em 2016, ela disse: “não precisamos consumir tudo que esta a nossa disposição no mundo, precisamos que cada um de nós pense em nossa pegada de carbono. Coma menos carne, ou nenhuma carne. Torne-se vegetariano ou vegano, pelo bem do planeta”.

Os moradores de Dublin que desejarem comprar mais produtos veganos, tem no Veganic uma opção aberta diariamente que oferece variedade de escolha e opções mais saudáveis de alimentação.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui