Descaso

Motorista transporta cachorro na traseira de caminhonete durante tempestade de neve

Alertadas por pessoas que se comoveram com a situação do animal e denunciaram o abusador via telefone, após anotar a placa de seu veículo, as autoridades o localizaram e notificaram por crueldade animal

Foto: Daily Mail
Foto: Daily Mail

Um motorista do Colorado, Estados Unidos, foi citado por crueldade animal após uma foto mostrando um cachorro da raça husky siberiano na traseira de uma caminhonete em movimento, no meio de uma tempestade de neve, circular nas mídias sociais.

A foto foi tirada por uma mulher na cidade de Aurora, no Colorado, na manhã de quinta-feira (17).

A imagem mostra o pobre cachorro coberto de neve, sem qualquer proteção, sentado na traseira de uma caminhonete que passava por uma estrada.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Um veterinário disse à KDVR-TV que o tutor estava colocando o cão em risco de congelamento, pois o animal não podia se movimentar nem se aquecer.

“Essa é exatamente a receita perfeita para um desastre”, disse Missy Tasky, veterinária do Hospital Animal Gentle Touch. “Não é apenas uma situação não ideal para esse animal, mas também envolve risco de vida”.

A foto foi tirada às 10h20 da quinta-feira. Os relatórios meteorológicos indicam que a temperatura em Aurora naquele dia era de – 8 graus Celcius, embora o vento frio fizesse parecer -17 graus Celsius.

“Nessa situação, onde não há lugar para ele se proteger, pode ser muito perigoso”, disse Tasky.

O veterinário disse que a raça do cão parece ser Malamute do Alasca, uma raça ártica que acredita-se capaz de suportar temperaturas congelantes.

Mas o motorista da caminhonete fez errado em expor o animal dessa forma, independentemente do clima ou da raça do cachorro. De acordo com grupos locais de direitos animais é ilegal transportar um animal sem abrigo adequado.

A Aurora Animal Services diz que recebeu várias ligações do serviço de emergência feitas por cidadãos preocupados com o animal no dia do incidente.

Foto: Daily Mail
Foto: Daily Mail

Um dos indivíduos que ligou para o 911 informou a placa do carro, permitindo assim que a polícia o localizasse.

Anthony Youngblood, um oficial do serviço de proteção aos animais, disse que quando foi parado, o motorista veio se desculpando.

Segundo Youngblood, o motorista disse aos policiais que tinha dois animais na traseira do caminhão e que ambos estavam presos com coleiras.

Os oficiais notificaram o homem por crueldade animal.

Nas mídias sociais, os usuários criticaram a postura do motorista ao expor o animal ao frio e a neve.

“O motorista foi apenas citado”, twittou um usuário irritado do Twitter.
Theresa M. Janson twittou: “O cachorro devia estar dirigindo e seu tutor na traseira da caminhonete para ele ver como é gostoso”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui