Gatinho conquista o coração de homem que não gostava de gatos

O pai de Hira Khalid jurou para si mesmo que nunca aceitaria a companhia de nenhum gato mas isso estava prestes a mudar com a chegada inesperada de Bilú


 

Foto: Hira Khalid
Foto: Hira Khalid

Quando Hira Khalid pediu a seu pai para cuidar de seu gatinho, Bilu, ele respondeu com um firme “não”.

“Ele não queria saber de bagunça”, disse Hira, estudante da Universidade Pepperdine, ao The Dodo.

Hira adotou recentemente Bilu do abrigo NKLA Pet Adoption Center em Los Angeles, nos Estados Unidos, onde ela se apaixonou rapidamente por seu novo membro da família.

Foto: Hira Khalid
Foto: Hira Khalid

“Ele é o gato mais carinhoso e atencioso do mundo”, disse Hira. “Sinceramente, tenho muita sorte de tê-lo porque ele é tão pacífico e doce – ele se senta no colo de alguém e começa a ronronar e se aconchega no peito da pessoa”.

Mas, então, Hira foi convidada para uma viagem de uma semana ao México com amigos e sabia que tinha que encontrar alguém confiável para cuidar de Bilu. Então ela perguntou aos pais. Seu pai, no entanto, estava convencido de que Bilu agiria como o velho gato da família, Bubba.

“Bubba era um gato que adorava ficar ao ar livre e também em recinto fechado, então ele saía, voltava todo sujo de barro e terra e deixava pegadas em todos os lugares”, disse Hira. “Ele não estava muito limpo em relação às suas necessidades fisiológicas e ele nunca aprendeu. Meus pais eram contra gatos desde então. Faz cinco ou seis anos desde que eles tiveram um gato”.

Foto: Hira Khalid
Foto: Hira Khalid

Hira tentou encontrar outra pessoa para tomar conta de Bilu. Mas quando ela não encontrou ninguém, voltou-se para os pais. “Eu disse: quer saber? Ele é treinado, sabe se comportar. Por favor, fique com ele por uma semana – eu realmente preciso disso”, disse ela.

“Meu pai disse: ‘Tudo bem, se não houver outra opção'”, disse Hira. “Então deixei Bilu com eles por uma semana”.

Enquanto estava de férias, Hira se perguntava constantemente como as coisas estavam indo na casa de seus pais, mas ficou aliviada por não receber reclamações.

Foto: Hira Khalid
Foto: Hira Khalid

Então, alguns dias depois de sua viagem, ela recebeu algumas fotos surpreendentes – seu pai tirou fotos de si mesmo com Bilu aconchegado em seu pescoço.

Hira ficou surpresa – e encantada.

“Fiquei chocada que meu pai estivesse tão próximo de Bilu”, disse Hira. “Eu sabia que Bilu era o gato mais amigável do mundo, mas não sabia o quanto meu pai se aproximaria dele.”

“E meu pai nunca faz nada assim – como enviar selfies”, acrescentou. “Então, quando os vi daquele jeito, eu comecei a rir muito. Foi realmente surpreendente”.

Foto: Hira Khalid
Foto: Hira Khalid

Quando Hira voltou a Los Angeles, ela foi buscar Bilu. O pai dela não se ofereceu para tomar conta de Bilu novamente, mas ela suspeita que os pais dela odiaram vê-lo partir.

“Eles dera a entender que sentiriam sua falta quando eu o colocasse em sua bolsa para levá-lo de volta ao meu apartamento”, disse a tutora do gatinho.

Mas, por enquanto, ela não tem planos de viajar novamente tão cedo.

“Eu nem queria deixá-lo”, disse Hira. “Senti falta dele o tempo todo”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui