Meio Ambiente

Coca-Cola é classificada como a empresa líder na poluição por plásticos em relatório

O estudo da ONG Break Free from Plástic baseou suas conclusões na limpeza realizada em praias em mais de 50 países do mundo, em que a empresa que ficou com o primeiro lugar, produz mais lixo que o segundo e o terceiro lugar juntos

Foto: Adobe
Foto: Adobe

A Coca-Cola foi classificada como principal poluidora por plásticos em um novo relatório realizado por uma organização ambiental.

Intitulado “Relatório da ONG Break Free from Plastic, Por marcas – Volume II: Identificando os Principais Poluidores Corporativos de Plástico do Mundo”, o documento lista também a Nestlé e a PepsiCo em segundo e terceiro lugares.

A organização realizou 484 limpezas de praias em mais de 50 países em setembro, coletando 11.732 pedaços de plástico de produtos da Coca-Cola – mais do que o segundo, terceiro e quarto piores poluidores juntos.

Crise da poluição plástica

“Este relatório fornece ainda mais evidências de que as empresas precisam urgentemente tomar atitudes concretas para lidar com a crise da poluição plástica que elas mesmas criaram”, disse Von Hernandez, coordenador global da Break Free From Plastic, disse.

“Sua dependência contínua de embalagens plásticas de uso único se traduz em bombear mais plástico descartável no meio ambiente. A reciclagem não vai resolver esse problema”.

Soluções falsas

“Os compromissos recentes de empresas como Coca-Cola, Nestlé e PepsiCo para enfrentar a crise infelizmente continuam a oferecer soluções falsas, como substituir o plástico por papel ou bioplástico, e confiar em um sistema de reciclagem global quebrado”, acrescentou Abigail Aguilar, Greenpeace Southeast Coordenador de Campanha Contra o Plástico na Ásia.

Foto: Adobe
Foto: Adobe

“Essas estratégias protegem amplamente o modelo de negócios descartável desatualizado que causou a crise da poluição por plásticos e não farão nada para impedir que essas marcas sejam nomeadas as principais poluidoras novamente no futuro”, disse Aguilar.

“Inaceitável para nós”

Um porta-voz da Coca-Cola disse ao Evening Standard: “Sempre que nossas embalagens acabam em nossos oceanos – ou em qualquer lugar a que não pertençam – é inaceitável para nós”.

“Em parceria com outras empresas, estamos trabalhando para resolver esse problema global crítico, tanto para ajudar a fechar a torneira em termos de resíduos de plástico que entram em nossos oceanos quanto para ajudar a limpar a poluição existente”.

O porta-voz acrescentou que, até 2030, o objetivo é “recuperar 100% das latas e garrafas usadas, para que nenhuma das embalagens acabe como lixo e todas as garrafas e latas da Coca-Cola sejam recicladas e usadas novamente “.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui