Resgate

Cão é salvo por montanhista após ficar 8 dias preso em paredão de pedra

Foto: Davi Motta/Inter TV

Um cachorro foi resgatado por um montanhista após ficar oito dias preso em um paredão de pedra no Morro da Fazenda da Laje, em Nova Friburgo (RJ).

Vizinhos da região que ouviram o choro do cachorro avisaram o montanhista, que soube do caso também através de grupos de mensagem no celular. Rosalvo Tavares decidiu, então, intervir e salvou o cão na segunda-feira (7).

Foto: Davi Motta/Inter TV

“Eu não estava conseguindo dormir sabendo que ele estava lá”, contou ao G1.

Os vizinhos pediram a ajuda de Rosalvo por saber que ele faz trilhas e resgata animais. O montanhista, então, passou a noite de domingo planejando a melhor forma de salvar o cão.

“Fui buscá-lo às 5h e o encontrei às 12h. A gente só voltou às 17h. Eu não sei a distância exata de onde parti até onde o encontrei”, disse.

O resgate foi difícil e, segundo Rosalvo, por conta da mata fechada do local. “O que me motivou foi amor no coração. Ele podia morrer sem socorro, não tinha como ele sair dali sozinho, ou seja, era alguém que estava precisando de ajuda”, afirmou.

O calor também preocupou o montanhista, que ficou com medo de não ter água suficiente. “Boa parte de toda água foi ele [o cachorro] que bebeu. Encontrei duas pessoas que estavam subindo a montanha e me arrumaram mais água. O resgate foi um alívio! Sensação de ter feito a coisa mais maravilhosa, mais fantástica do mundo”, disse.

O cachorro recebeu o nome de Bruto e está sob a tutela de Rosalvo enquanto seu tutor não é encontrado.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui