SEGUNDA CHANCE

Cachorrinha abandonada vivia dentro de uma caixa de papelão nas ruas

Noel ganhou esse apelido nas ruas por viver em frente a um supermercado em uma caixa descartada, sozinha e triste, mas a cachorrinha passou por uma reviravolta em sua vida

Foto: Eric Bloch
Foto: Eric Bloch

Não faz muito tempo, uma cachorrinha que vivia em situação de rua na Pensilvânia, nos Estados Unidos, não tinha absolutamente ninguém que se importasse com ela.

Ela estava vagando pelas ruas, tentando encontrar qualquer esconderijo onde pudesse se aquecer. E foi aí que Janine Guido, fundadora da ONG Speranza Animal Rescue, a viu.

Era véspera de Natal, e a cachorrinha abandonada estava toda encolhida em uma caixa velha e descartada de um supermercado, que provavelmente já guardou suprimentos ou até presentes de Natal para animais de companhia que tinham casas.

Foto: Eric Bloch
Foto: Eric Bloch

Foi quando a cachorrinha sem teto ficou conhecida como Noel. E Guido, como já fez tantas vezes antes, começou o trabalho duro para ganhar a confiança da cachorrinha para que ela pudesse ser salva.

Felizmente, não demorou muito para Noel confiar em Guido. Logo, ela estava no banco do passageiro do carro da resgatante. Mas sua exaustão era óbvia; ela parecia cansada demais para levantar a cabeça.

Suspeita-se que Noel não fosse apenas uma cachorrinha em situação de rua desde sempre, e que ela talvez tenha sido abandonada por sua família anterior e estivesse tentando sobreviver desde então. É provável que nunca saibamos o que levou Noel a condições tão desesperadoras – mas é certo que ela nunca mais precisará ficar sozinha.

Foto: Eric Bloch
Foto: Eric Bloch

Em março, a equipe de resgate de animais de Speranza percebeu que a família Bloch, que procurava um cachorro especial para adotar, seria a família perfeita para Noel, que estava se mostrando tão doce.

“Nós conversamos com a ONG Speranza sobre adotar um cachorro diferente antes, então eles nos apresentarem Noel”, disse Eric Bloch ao The Dodo. Quando Noel conheceu Oliver, o bebê dos Bloch, ficou claro que ela havia encontrado sua alma gêmea.

“Ela adora passar o tempo apenas olhando para ele”, disse Bloch. “Ela também gosta de encarar as pessoas quando elas estão ao telefone”. (Noel estava olhando diretamente para ele durante sua ligação para o The Dodo).

Quando Eric coloca os brinquedos de Oliver ao lado da cama de Noel para que eles possam brincar juntos, “você pode desviar o olhar por dois segundos e depois olhar para trás e eles estão aconchegando um no outro”, disse ele.

Se Oliver está visitando seus avós durante o dia, Noel passa a maior parte do tempo andando pela casa procurando por ele.

Foto: Eric Bloch
Foto: Eric Bloch

É difícil imaginar uma época em que Noel não tivesse um amigo tão próximo como Oliver – mas realmente não faz muito tempo que ela estava sozinha. Felizmente, essa realidade está rapidamente se tornando uma lembrança distante para ela e se tornando apenas uma história que seus salvadores podem contar.

Foto: Eric Bloch
Foto: Eric Bloch

“Noel foi encontrada na véspera de Natal”, escreveu a ONG Speranza no Facebook. “Ela foi adotada oficialmente e está indo muito bem em sua nova casa com sua família. Ela é absolutamente apaixonada pelo bebê Oliver”.

“Eles simplesmente não conseguem ficar longe um do outro  do outro”, disse Bloch.

Foto: Eric Bloch
Foto: Eric Bloch

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui