Poluição marinha

Baleia grávida emaranhada em rede de pesca é encontrada morta na Escócia

 Foto: SMASS Sanday
Foto: SMASS Sanday

Uma baleia grávida foi encontrada morta em uma praia nas ilhas escocesas de Orkney com os restos de um equipamentos de pesca abandonados emaranhados em sua boca.

A baleia minke estava grávida de um filhote já próximo do nascimento, de acordo com especialistas do Scottish Marine Animal Stranding Scheme (Smass).

Uma rede de pesca de nylon descartada – do tipo de equipamento de pesca abandonado conhecido como “equipamento fantasma” quando encontrado à deriva no mar – estava presa no corpo da baleia, as placas usadas para filtrar a água do mar no equipamento estavam na boca do cetáceo.

O animal morto, cujo exame subsequente do corpo descobriu que estava em boa saúde antes de encontrar a rede, foi encontrado em Sanday, uma das maiores ilhas habitadas no leste de Orkney, Escócia.

Os representantes da SMASS avaliaram seu cadáver, concluindo: “O animal estava em excelente condição corporal e estava grávida de um feto a médio prazo.

“Parecia que ele havia se enredado recentemente em um pedaço de rede de pesca descartada ou perdida – o detrito havia ficado preso na nadadeira e depois acabou sendo arrastado para a traseira do animal. Isso prejudica muito uma baleia de se alimentar ou nadar normalmente, e provavelmente levou a uma exaustiva e dolorosa última hora de vida. Com base nos hematomas do flanco e nos pulmões do mamífero, parece que esta criatura permaneceu presa e se afogou afogada por causa da rede”.

Escrevendo no Facebook, SMASS alertou que as redes de pesca abandonadas representam uma ameaça mortal aos cetáceos.

“O emaranhamento de redes e linhas de pesca é uma preocupação global crescente e, este caso, deixa claro que o risco de emaranhamento nessas espécies não é apenas por corda – redes perdidas, abandonadas ou descartadas também representam um risco significativo para a vida marinha”, afirmou a organização.

“Nesse caso, o emaranhamento na rede custou a vida de dois animais – a mãe e o filhote que ainda não havia nascido. Isso demonstra ainda mais o perigo desse lixo marinho que pode resultar em tragédias tanto em nível individual, como representar também um risco potencial para toda a população de baleias. É claro que há situações em que o equipamento é perdido por acidente, mas, nos casos que não se trata disso, não há desculpa para jogar ou deixar esse material ao mar intencionalmente”.

A morte da baleia grávida vê em seguida de outro incidente com um resultado melhor para outra baleia também capturada em redes de pesca na costa de Orkney na mesma semana.

Nesse caso, uma baleia jubarte foi capturada acidentalmente, e o pescador alertou uma equipe de resgate que desembaraçou o animal da rede com sucesso.

Outra baleia jubarte que foi vista entrando no estuário do Tamisa no sudeste da Inglaterra no início desta semana foi encontrada mais tarde morta.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui