Crueldade

Ativistas lutam contra exploração de macacos para entretenimento no Vietnã

Foto: Mladen ANTONOV / AFP

Os macacos são forçados a dirigir motos em miniatura, levantar peso, brincar com bola de basquete e pedir dinheiro aos visitantes


A exploração de macacos para entretenimento humano na chamada ilha dos Macacos, no Vietnã, é duramente criticada por ativistas pelos direitos animais.

Foto: Mladen ANTONOV / AFP

No local, macacos são forçados a realizar atividades anti-naturais, como dirigir motos em miniatura, levantar peso, brincar com bola de basquete e pedir dinheiro aos visitantes.

Eles, no entanto, não são as únicas vítimas. Em alguns pontos do Vietnã é possível andar em cima de um elefante ou de um avestruz, ver ursos e tigres em circos. Para os ativistas, trata-se de crueldade. As informações são da agência AFP.

“Os macacos não escolhem caminhar sobre suas patas traseiras, andar de bicicleta, ou fazer outras coisas sem sentido e humilhantes. Simplesmente aprenderam o que acontece com eles se não fizerem”, denuncia o vice-presidente de campanhas internacionais da organização PETA, Jason Baker.

“As agências de viagem e os turistas devem parar de comprar bilhetes para shows cruéis, como o da ilha dos Macacos”, acrescenta. Na ilha, vivem cerca de 1,2 mil macacos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui