Óleo é encontrado em aparelhos digestivos e respiratórios de animais


O óleo foi encontrado no organismo de 38 animais. Outros 12 estão sob análise


Pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (UFBA) encontraram óleo nos sistemas digestivos e respiratórios de peixes e mariscos em locais atingidos pelo vazamento de petróleo no Nordeste, como Praia do Forte, Itacimirim e Guarajuba.

Foto: Reprodução/TV Bahia

Os dados do estudo foram divulgados nesta quinta-feira (24). As informações são do jornal Diário de Pernambuco.

Líder do estudo, o diretor do Instituto de Biologia (Ibio), Francisco Kelmo, explicou que 38 animais foram recolhidos das praias e que todos tinham óleo no organismo. Outros 12 animais estão sob análise.

De acordo com Kelmo, o estudo está sendo realizado com a participação de alunos de pós-graduação. Todos os resultados da pesquisa serão encaminhados ao Ibama.

“Vamos encaminhar, a partir de amanhã ou depois, os resultados ao Ibama. O que a gente conseguiu constatar já dá uma noção do que está acontecendo, dessa situação de estresse agudo”, afirmou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PRESERVAÇÃO

DESESPERO

CONSOLO

CALIFÓRNIA

ANGÚSTIA

COMPANHIA

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL

EXEMPLO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>