Homem é filmado espancando cachorra por sentar em sua poltrona


Foto: Triangle News
Foto: Triangle News

As imagens perturbadoras mostram um homem dando socos em um cão doméstico em um flagrante de abuso e crueldade. Kieran Huelin, 36, pode ser visto em sua casa batendo e gritando com sua cachorra Rosie, que então se encolhe apavorada em uma poltrona na qual está deitada.

A RSPCA foi chamada para investigar, a ONG de proteção animal recebeu a denúncia acompanhada do vídeo mostrando Huelin atacando sua cachorra da raça staffordshire bull terrier supostamente porque ela estava sentada em sua poltrona. A cachorrinha apavorada e sem reação se encolhe visivelmente em choque.

O agressor foi proibido de manter cães por cinco anos por magistrados do tribunal responsável pelo caso e recebeu uma ordem de prestação de serviços comunitários de 12 meses.

Danni Jennings foi o inspetor enviado para investigar a agressão no apartamento de Huelin em 14 de junho. A RSPCA também recebeu alguns detalhes de onde o incidente teria ocorrido. Jennings reconheceu Huelin, que morava no apartamento, como o homem no vídeo, que é muito forte para ser exibido na íntegra. O tribunal dos magistrados de Bolton, na Inglaterra, foi informado que Huelin cedeu Rosie aos cuidados da RSPCA durante a investigação.

O inspetor disse: “Os tutores de cães devem sempre garantir que os animais domésticos que vivem ao seu lado, sejam tratados adequadamente e não seja vítimas de estresse ou ameaça por qualquer comportamento agressivo ou antissocial.

“O tratamento dos animais deve sempre ser baseado em amor e confiança e não deve incluir punição física, pois isso pode causar dor, sofrimento e angústia”, ressaltou Jennings, acrescentando: “Rosie é uma cadela adorável e saltitante em seu estado natural, mas nesta filmagem ela é exatamente o oposto disso”.

Rosie esta agora aos cuidados da ONG RSPCA | Foto: RSPCA
Rosie esta agora aos cuidados da ONG RSPCA | Foto: RSPCA

Huelin admitiu sua culpa perante a acusação de crueldade animal sob a Lei de Bem-Estar Animal quando ele compareceu à corte. Além da ordem de proibição e da prestação de serviços comunitários, ele foi condenado a pagar custos de 800 libras (cerca de 4.200 reais) e uma sobretaxa de 85 libras (em torno de 450 reais). Ele também recebeu uma ordem de fazer um tratamento para alcoolismo.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CALIFÓRNIA

ANGÚSTIA

COMPANHIA

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL

EXEMPLO

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>