Após vazamento de óleo, 23 tartarugas aparecem mortas no Ceará

Mariana
October 15, 2019

Dez pontos do litoral do Ceará foram afetados pelo petróleo, segundo boletim do Ibama


Vinte e três tartarugas foram encontradas mortas no Ceará até esta terça-feira (15). Foram 23 mortes contabilizadas pelo Instituto Verdeluz e outras duas pelo G1. Não se sabe qual é a causa das mortes, mas a principal suspeita é de que os animais perderam a vida por conta do vazamento de óleo que está atingindo o mar do Nordeste desde setembro.

Foto: Divulgação

Ao encontrar um animal morto, o morador deve medir o comprimento e a largura do casco, pegar as coordenadas do local e fotografar o animal. Todo o material deve ser enviado ao Instituto Verdeluz, que também pode ser acionado para resgatar animais vivos encalhados.

“Enquanto espera a chegada da equipe, em caso de encalhe vivo, isolar a área, oferecer sombra, manter o animal na areia com tecidos úmidos sobre o casco”, explica nota do Verdeluz. Não se deve, segundo a entidade, deixar o animal virado com o ventre para cima.

Dez pontos do litoral do Ceará foram afetados pelo petróleo, segundo boletim do Ibama. A presença do poluente preocupa não só pelos animais que vivem na região, mas também por conta do nascimento de novos animais, que acontece nos últimos meses do ano. Na Praia do Futuro e na Praia de Sabiaguaba, em Fortaleza (CE), tartarugas fazem a desova entre outubro e março.

“Nessa época mais quente, as tartarugas retornam à praia onde nasceram para depositar seus ovos. Cada uma pode fazer entre duas a nove desovas por período. E em média, depositam 120 ovos, por desova, dependendo da espécie”, explicou ao G1 Adla Farah, 27, estudante de medicina veterinária e voluntária do Instituto Verdeluz.

A região é monitorada por uma equipe da entidade. “Ainda tem muita gente que rouba ovos e animais que comem, então a gente tem de ficar olhando”, acrescentou.

“Quando elas nascem são muito pequenas e já tem muitos predadores. Esse petróleo é tóxico e está na faixa de areia todinha. Elas já tem muitos obstáculos e podem acabar ficando com o petróleo nelas”, disse.

Em Fortaleza, a prefeitura informou que a situação na Praia de Sabiaguaba está sob controle e que se resíduos chegarem ao local, serão retirados. Uma limpeza diária é realizada na cidade.

Na Bahia, o governo decretou estado de emergência por conta da contaminação de óleo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Você viu?

Em busca de companhias,

Fonte: g1.globo.com Uma das

Pixabay Aproximadamente 50 ativistas

Grupo de guardas ambientais

Foto: Reprodução Youtube /

Reprodução/Instagram/@osindefesos Três cachorros tiveram

The Dodo Onyx e

Foto: Reprodução/GRAD A destruição

Foto: Pixabay A tradição

Notícias | Você é o repórter | Histórias felizes | De olho no planeta


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"cf6ff":{"name":"Main Color","parent":-1},"73c8d":{"name":"Dark Accent","parent":"cf6ff"}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"cf6ff":{"val":"rgb(243, 243, 243)","hsl":{"h":0,"s":0.01,"l":0.95}},"73c8d":{"val":"rgb(217, 216, 216)","hsl_parent_dependency":{"h":1,"l":0.85,"s":-0.05}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
OK
>