Cachorrinha surda resgatada não consegue tirar os olhos de seus novos tutores


Foto: Instagram/bluthedeafpibble
Foto: Instagram/bluthedeafpibble

A vida nunca foi fácil para um cachorrinha surda, mista de pit bull, que vivia em situação de rua, chamada Blu. Quando filhote, ela passou um tempo trancada em uma pequena sala por uma família que não sabia como cuidar dela, até que foi entregue a um abrigo superlotado em Modesto, Califórnia, nos Estados Unidos.

Blu foi salva do corredor da morte bem a tempo pela ONG de proteção animal Family Dog Rescue, mas depois de um ano procurando por um lar, suas chances de ser adotada pareciam pequenas.

Isto até ela conhecer Sean Stevens.

Foto: Sean Stevens
Foto: Sean Stevens

“Os voluntários do grupo de resgate nos informaram que ela não recebeu muitos visitantes por causa de sua surdez e alguns problemas comportamentais que poderiam dificultar a vida dela”, disse Stevens ao The Dodo. “Ela realmente não sabe como interagir com outros cães. Ela fica muito animada e, como é surda, não consegue ouvir quando eles começam a rosnar ou latir para ela parar”.

Apesar dos avisos, Stevens e seu parceiro Marc souberam, assim que viram Blu, que ela seria perfeita para a família. “Foi logo após conhecê-la que nos apaixonamos por ela”, disse Stevens. “Blu é uma garota tão doce e nós dois reconhecemos que uma vez que ela fosse para uma boa casa, sua personalidade viria a tona”.

Mas quando trouxeram Blu para casa, a cachorrinha nervosa se recusava a relaxar. Ela brincava muito, fazia longas caminhadas, mas uma vez dentro de casa, Blu não deixava seus novos tutores fora de vista.

Foto: Sean Stevens
Foto: Sean Stevens

“Ela se recusava a tirar os olhos de nós, embora estivesse obviamente exausta, talvez por medo de nos perder”, disse Stevens. “Sabíamos que ela estava cansada porque não estava tentando fazer com que brincássemos com sua bola de tênis ou com a pilha de brinquedos que compramos para ela, mas, em vez disso, ela ficava sentada nos encarando”.

A tarde virou noite e ainda Blu se recusava a dormir até que sua família finalmente apagou as luzes. Stevens e Marc acharam o comportamento de seu novo filhote resgatado tão estranho que eles postaram sua foto no Reddit (rede social), escrevendo: “Blu acabou de ser adotada. Não importa o quão cansada ela esteja, ela não dorme, a menos que todos o façamos. Achamos que ela faz isso porque tem medo que a levemos de volta ao abrigo. Blu nunca vai voltar para aquele lugar. Ela está em casa agora”.

Foto: Sean Stevens
Foto: Sean Stevens

Por mais de uma semana, Blu se recusou a tirar os olhos vigilantes de seus tutores enquanto eles estavam em casa. Por mais que estivesse com sono, Blu preferia pular em um sofá ou cadeira para conseguir um ponto de vista melhor e encará-los por horas.

“Recentemente, ela começou a ficar um pouco agitada conosco sempre que não vamos dormir quando ela quer”, disse Stevens. “Ela começou a andar em círculos latindo para nada em particular até que deitamos na cama com ela. Quando a gente se deita na cama, ela se enrosca no fundo da cama e nos observa até as luzes sejam apagadas”.

Foto: Sean Stevens
Foto: Sean Stevens

Na cama com sua família, Blu dorme profundamente, nunca se mexendo ou se virando, e quando ela acorda e vê que seus tutores ainda estão lá, ela fica em paz. “Quando chega a hora de acordar, ela fica extremamente excitada e seu rabo balança muito forte, quase batendo no rosto”, observou Stevens. “É provavelmente a coisa mais fofa do mundo.”

Com seu passado difícil começando a desaparecer da memória, a personalidade de Blu está começando a aparecer – e Stevens não poderia estar mais emocionado ao vê-la relaxar e aprender a confiar pouco a pouco. “Ela é uma cachorra teimosa e leal que está começando a ficar um pouco mais vulnerável conosco”, disse Stevens. “Ela nos deixa acariciar sua barriga agora, o que ela não faria no começo”.

“É um dia de cada vez para ela”, acrescentou Stevens. “E todo dia fica mais fácil para Blu perceber que encontrou um lar. Para sempre”.

Foto: Sean Stevens
Foto: Sean Stevens

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>