Elefante pigmeu raro é morto por caçadores com 70 tiros


Foto: Sabah Wildlife Department
Foto: Sabah Wildlife Department

Um elefante pigmeu de Bornéu (Elephas maximus borneensis), espécie ameaçada de extinção, foi encontrado morto e atingido por 70 balas na Malásia depois de ter sido assassinado por caçadores que tinha como objetivo roubar suas presas.

O elefante foi encontrado boiando em um rio em Sabah, região da Malásia, na quarta-feira da semana passada, depois que os pescadores notaram seu cadáver amarrado a uma árvore.

Um exame post-mortem revelou que o animal havia sido baleado 70 vezes a curta distância, incluindo uma bala que perfurou sua têmpora esquerda, matando-o.

Os responsáveis pelo exame disseram que é impossível saber em que ordem as balas entraram em seu corpo ou por quanto tempo o elefante do sexo feminino sofreu antes de morrer.

No entanto, eles confirmaram que no momento em que o tiro atingiu sua têmpora, a morte teria sido instantânea.

O diretor do Departamento de Vida Selvagem de Sabah, Augustine Tuuga, disse que a morte do animal foi “cruel”, independentemente de quanto tempo ele sofreu.

O vídeo mostra como o corpo foi descoberto – a maioria dele submersa em água marrom escura e amarrada ao banco de terra por uma corda.

Foto: Tawau.my
Foto: Tawau.my

Os pescadores alertaram as autoridades que precisavam buscar máquinas específicas em uma fazenda próxima para trazer o corpo para a margem.

O cadáver do animal foi então levado para um exame post-mortem, que confirmou que as presas haviam sido serradas, informou o Straits Times.

A polícia está agora à procura dos culpados, uma equipe de pelo menos quatro ou cinco caçadores ilegais, que acredita ser responsável pelo assassinato.

Foto: @kosmo.com.my
Foto: @kosmo.com.my

Restam apenas 1.500 elefantes pigmeus na natureza e a espécie é protegida pela lei da Malásia.

Qualquer um considerado culpado de matar um desses animais pode ser preso por cinco anos ou receber uma multa de até 60 mil dólares (cerca de 249 mil reais).

Foto: @kosmo.com.my
Foto: @kosmo.com.my

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>