Dia Mundial do Idoso: animais com idade avançada precisam de cuidados especiais


Foto: labsafeharbor from Pixabay
Foto: labsafeharbor from Pixabay

Cães idosos têm necessidade de cuidados diferentes dos de um cão mais jovem. Esse fato não causa surpresa, uma vez que as atitudes, o comportamento e a disposição do animal mudam após um certo tempo. Mas como saber quando seu companheiro canino é considerado idoso?

Veterinários afirmam que depende de cada cão individualmente. Em geral, os cães maiores envelhecem mais rápido que os menores. Um cão da raça dog alemão dinamarquês é considerado sénior quando atinge 5 ou 6 anos, enquanto um cachorro da raça chihuahua provavelmente chegará a meia idade e provavelmente não será considerado sênior até seus 10 ou 11 anos.

Cães de raças grandes se encaixam em algum lugar no meio disso. Um cão da raça golden retriever pode ser considerado sênior entre seus 8 e 10 anos de idade. Genética, nutrição, meio ambiente; todos estes fatores desempenham um papel fundamental na rapidez com que um cão envelhece.

Segundo a médica veterinária dra. Lorie Huston, existem alguns sinais que podem ser esperados à medida que um cão envelhece. O animal pode desenvolver artrite ou outras doenças degenerativas que causam lentidão no movimento. Ele pode não ser capaz de andar por distâncias muito longas ou brincar por tanto tempo quanto antes e pode se cansar mais facilmente. O peludo pode também ter dificuldade em se levantar ou encontrar uma posição confortável para dormir. Ele pode ficar relutante em subir e descer escadas ou ter dificuldade em entrar e sair do carro.

Sem os devidos cuidados, as doenças dentárias podem representar um problema, principalmente para animais mais velhos. Veterinários encontram evidências de doenças dentárias em muitos animais domésticos aos 2 ou 3 anos de idade, segundo o PetMD. Se nada for feito para cuidar da boca e dos dentes do cão, quando estiver idoso, ele poderá até ter perder alguns dentes. A doença dentária pode ser dolorosa, fazendo com que o cachorro evite ou tenha dificuldade em comer suas refeições. Isso pode resultar em perda de peso e um pelo desgrenhado.

“Os problemas dentários certamente não são o único fator que pode levar à perda de peso. Cães idosos frequentemente sofrem de doença renal, hepática, cardíaca e outras condições que podem resultar em perda de peso”, afirma a dra. Lorie Huston.

Por outro lado, alguns cães idosos podem ter o problema oposto. Com a idades eles se tornam menos ativos, basicamente passando a ficar o tempo em suas camas ou no sofá da casa e, como resultado disso, ganham peso. A obesidade é um problema sério de saúde canina em todas as idades e com os cães idosos não é diferente.

O que você pode fazer para ajudar seu cão idoso? Aqui estão algumas dicas segundo site PetMD:

Agende visitas regulares ao veterinário

Seu cão precisa ser examinado pelo menos uma vez por ano, isso se estiver saudável, pois muitas doenças ficam ocultas e não são aparentes. É importante lembrar de que é muito mais barato prevenir doenças do que tratá-las.

Peça uma avaliação da condição corporal do animal durante cada visita ao veterinário

A condição corporal é crucial para determinar se o seu cão idoso está acima do peso, abaixo do peso ou com um peso corporal ideal. Na verdade, você também deve pedir ao seu veterinário para lhe mostrar como avaliar a condição corporal do seu cão em casa.

Alimente seu cão idoso com uma ração de alta qualidade

Aprenda também a ler o rótulo da comida (ou ração) para cães e escolha uma dieta apropriada para a idade e o estilo de vida do seu cão.

Use a alimentação para manter seu cão mais velho com o peso ideal

Cães com excesso de peso têm maior incidência de doenças como diabetes, doenças cardíacas, doenças de pele e até câncer. Seu veterinário pode ajudá-lo a escolher uma dieta apropriada para o seu cão, especialmente porque cães com excesso de peso devem ser alimentados com cuidado para garantir que todas as necessidades nutricionais sejam atendidas e, ao mesmo tempo, permitir a perda de peso. Por exemplo, dietas especializadas com menos calorias e com alto teor de L-carnitina estão disponíveis para cães obesos ou com sobrepeso. Uma dieta com uma mistura de carboidratos ou carboidratos mistos, cuidadosamente escolhida também pode ajudar a manter seu cão com excesso de peso satisfeito.

Considere fortalecer a dieta do seu cão idoso com ácidos graxos, como DHA e EPA

Eles demonstraram ser úteis para cães com problemas de mobilidade devido a artrite ou outras doenças articulares. Suplementos como glucosamina e condroitina também são benéficos para cães idosos.

Considere uma dieta especial se o seu cão mais velho tiver uma doença cardíaca ou renal

Por exemplo, dietas com baixo teor de sódio às vezes são recomendadas para cães com doenças cardíacas, enquanto dietas que ajudam a controlar o fósforo, cálcio e outros níveis de eletrólitos são dadas a cães com doença renal. Seu veterinário pode ajudá-lo a escolher a melhor comida para o seu cão, com base na situação individual do animal.

Cuide da saúde dental do seu cachorro

Escovar os dentes do seu cão pode parecer uma ideia boba, mas pode ajudar a manter a boca do peludo saudável. Se você não pode escovar, existem petiscos e brinquedos que ajudam a manter os dentes limpos.

Exercite seu cão idoso

Pode ajudar a manter seu cão mais velho no peso ideal e suas articulações e músculos saudáveis. No entanto, adapte as necessidades do exercício do seu cão às suas necessidades individuais. Para um cão de raças grandes, caminhar pelo quarteirão provavelmente significa que o passeio está apenas começando, mas para um pequeno chihuahua, uma caminhada rápida pelo quarteirão pode ser uma longa caminhada. Se o seu idoso não estiver acostumado a se exercitar, comece devagar e aumente gradualmente a intensidade – e somente depois de consultar um veterinário. Além disso, tenha cuidado com cães de nariz curto (braquicefálicos), como cães das raças pug e bulldog em dias quentes.

Dê muitos brinquedos ao seu cão idoso para mantê-lo ocupado

Os quebra-cabeças de comida (bolas com grãos de ração ou petiscos dentro que conforme movimentadas vão liberando o alimento), por exemplo, não são apenas úteis para entretenimento, mas também para fins de perda de peso.

Forneça ao seu cão mais velho acomodações especiais também

Por exemplo, cães com artrite podem se beneficiar de roupas de cama macias e existem camas especiais para cães idosos ou mantas e cobertores para dormir “mais macio”. As rampas podem ser usadas para facilitar a movimentação nas escadas, se elas não puderem ser evitadas. Colocando carpetes ou tapetes sobre pisos de superfície dura pode ajudar seu cão artrítico a se equilibrar e facilitar sua locomoção.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DOÇURA

EXTINÇÃO

SONHO REALIZADO

CARIBE

POLÍTICA AMBIENTAL

SÃO PAULO

AÇÃO HUMANA

TRAGÉDIA

MASSACRE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>