Existem inúmeras questões que merecem atenção do público em relação aos direitos animais. A fotógrafa americana Kirsten Luce denunciou, através de seu trabalho, a exploração de diferentes espécies pela indústria do turismo mundial.

Um grupo de turistas em volta de um golfinho
Um grupo de turistas alimentando golfinho na Amazônia | Fotos: Elcio Ramalho / RFI

A exposição, intitulada “A face oculta do turismo da fauna”, está sendo realizada em Perpignan, na França. As obras foram resultado de mais de um ano de viagem de Kirsten, ao longo de dez países. O objetivo é conscientizar as pessoas sobre o sofrimento dos animais em uma indústria lucrativa.

A fotógrafa viajou por dez dias, percorrendo o Brasil, Colômbia e Peru – três países da Floresta Amazônica. Ela viu a exploração dos animais de perto e duas fotos feitas no Brasil estão à mostra em sua exposição. “Essa viagem despertou algo em mim. Eu constatei que era um problema muito maior do que imaginava”, explicou, em entrevista à RFI.

Segunda Kirsten, a exploração de animais pela indústria do turismo foi impulsionada pelas redes sociais. Em contrapartida, a internet também influenciou na quantidade de denúncias de maus-tratos aos animais.

A fotógrafa também registrou elefantes acorrentados na Tailândia, que tem 3.500 animais da espécie em cativeiro; os ursos obrigados a posarem para selfies na Rússia; atrações com golfinhos e outros animais marinhos etc.

Kirsten acredita que os turistas, se tiverem conhecimento sobre os tratamentos cruéis destinados aos animais em cativeiro, pressionarão as empresas de turismo para que promovam atrações livres de crueldade.

A exposição “A face oculta do turismo da fauna” fica em cartaz no Festival Visa Pour L’Image de Perpignan até o dia 15 de setembro.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.