O campeão de F1 compartilhou em seu Instagram um vídeo da PETA que mostra uma vaca sendo cruelmente morta por sua pele e pediu que seus seguidores não comprassem couro porque a vida de um animal vale mais do que uma peça de roupa


 

Lewis Hamilton segue uma dieta baseada em vegetais desde 2017 | Foto: Lewis Hamilton
Lewis Hamilton segue uma dieta baseada em vegetais desde 2017 | Foto: Lewis Hamilton

O campeão vegano de Fórmula 1 Lewis Hamilton compartilhou imagens fortes e cruéis da indústria do couro com seus quase 13 milhões de seguidores no Instagram.

Ao publicar o vídeo produzido pela ONG que atua pelos direitos animais, PETA, Hamilton pediu aos fãs que nunca comprassem couro.

Indústria assassina

“Acordei me sentindo bem hoje, mas esse vídeo acabou comigo, me quebrou por dentro. Isso é tão bárbaro, tão desumano. PETA como posso ajudar a impedir isso?”, o atleta escreveu ao lado do vídeo.

Atenção, imagens fortes:

“A vaca está estremecendo com a dor de ser atingida por uma marreta. Ela ainda estava se mexendo quando a acertaram”.

“A pele dela está agora em algum lugar, provavelmente transformada em um cinto, bolsa ou jaqueta de couro. A vida dela valia mais do que uma peça de roupa – por favor, nunca compre couro”.

Sofrimento animal

Esta não é a primeira vez que Hamilton compartilha imagens de sofrimento animal com seus seguidores. Em dezembro, ele escreveu sobre o “custo do bacon”, compartilhando a imagem de uma mãe porca descartada em uma lixeira com seus leitõezinhos.

Reprodução | Instagram/Lewis Hamilton
Reprodução | Instagram/Lewis Hamilton

“Todos nós temos voz, eu tenho essa plataforma para não usá-la corretamente seria omissão da minha parte. Seria errado. Ninguém é perfeito, certamente eu não sou, mas isso está acontecendo todos os dias com muitos animais em todo o mundo”, escreveu Hamilton.

“Foi por isso que decidi seguir uma alimentação vegana e à base de vegetais, já faz mais de um ano. Sim, é difícil, nada é fácil, mas eu me senti melhor do que nunca no ano passado”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.