Ouriço doente e sem espinhos é resgatado de situação de negligência extrema em zoo

A denúncia feita por um visitante, que filmou o animal manco se arrastando até a tigela de água, é que possibilitou o salvamento do ouriço, atualmente internado em uma clínica para tratamento

Foto: Viral Press
Foto: Viral Press

Um vídeo flagra o momento comovente em que um ouriço negligenciado foi visto mancando ao redor de sua jaula do zoológico antes de finalmente ser resgatado.

O visitante Rattanaporn Jaiaree viu o animal doente enquanto visitava o parque Somdej Phra Srinakharin em Nakhon Si Thammarat, sul da Tailândia.

Grupos de defesa dos direitos animais foram alertados no mesmo dia e foram até o zoológico para resgatar o ouriço e levá-lo ao hospital veterinário para tratamento.

As imagens tristes e fortes, o ouriço de sete anos foi visto lutando para andar enquanto se arrastava até a tigela de água.

Seus espinhos também haviam caído quase completamente devido a uma grave doença de pele não tratada.

O visitante disse ao Daily Mail: “Eu não estava familiarizado com o animal, mas senti pena dele, pois ouriço não tinha forças nem para se mover”.

Oficiais do Departamento de Pecuária de Nakhon Si Thammarat chegaram ao zoológico e encontraram outros dois ouriços no mesmo recinto que também foram infectados pela mesma doença de pele.

Foto: Viral Press
Foto: Viral Press

O funcionário do zoológico Jerm Kamlangkua, 61 anos, disse aos funcionários que a licença do zoológico expirou e que o conselho local não a estendeu, de modo que os trabalhadores não estavam cuidando adequadamente dos animais.

Ele disse: “O ouriço idoso tem cerca de sete anos e esses animais têm uma vida útil média de quatro a oito anos”.
“O zoológico não adquiriu novos animais, pois iria fechar em breve. Enquanto isso, fizemos o possível para cuidar de todos os animais restantes nos cativeiros”.

Os ouriços negligenciados foram separados dos outros e agora estão sendo tratados pelos veterinários do Departamento de Pecuária tailandês (responsável por animais em cativeiro).

O funcionário acrescentou: “Eles estão agora no hospital sob a observação e cuidados das autoridades”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui