Número de mortes de porcos com peste suína na Ásia sobe para 5,92 milhões

FOTO: DIVULGAÇÃO GOVERNO FEDERAL

São 11.182 animais a mais em relação ao levantamento anterior, feito em 13 de setembro


O número de porcos mortos com peste suína em países asiáticos subiu para 5.920.727, segundo dados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) divulgados na sexta-feira (20). São 11.182 animais a mais em relação ao levantamento anterior, feito em 13 de setembro. Os dados foram atualizados até quinta-feira (19).

FOTO: DIVULGAÇÃO GOVERNO FEDERAL

O aumento no número de porcos mortos tem relação com o anúncio feito na última terça-feira (17) pela Coreia do Sul, quando o país anunciou a identificação da doença em seu território. Foram detectados focos nos municípios de Paju e Yeoncheon e 11,1 mil porcos foram mortos. Com os casos da Coreia do Sul, foram registrados, segundo a FAO, 348 focos da doença na Ásia. Antes eram 346.

Os demais países asiáticos afetados pela peste suína – China, Vietnã, Filipinas, Mongólia, Camboja, Laos, Mianmar e Coreia do Norte – não registraram alterações nos números em relação ao último levantamento. As informações são da Época Negócios.

No Vietnã, país que registra o pior cenário, 4,7 milhões de porcos foram mortos e, desde o relato da doença, em 19 de fevereiro, 63 províncias foram afetadas. A China, em termos de extensão, é o caso mais crítico. No país, há 157 focos da doença em 32 províncias, incluindo Hong Kong. Foram mortos, desde agosto de 2018, quando a peste suína foi identificada no local, 1,17 milhão de porcos.

A doença atingiu também sete aldeias de duas províncias das Filipinas. Identificada em 9 de setembro, a peste resultou na morte de 7,59 mil animais. No Camboja, foram 2,85 mil porcos mortos. Cinco províncias foram atingidas desde 2 de abril.

Desde 23 de maio, apenas um foco da doença foi identificado na Coreia do Norte. Foram mortos 77 porcos. Na Mongólia, com 11 casos em seis províncias, 3,1 mil porcos foram mortos desde 15 de janeiro.

Quatorze províncias foram atingidas no Laos. A epidemia teve início em 20 de junho e já registra 94 focos, com 25 mil porcos mortos. Já em Mianmar, quatro focos registrados desde 1º de agosto em aldeias da província de Shan State levaram 131 porcos à morte.

Os dados da FAO se baseiam em levantamentos feitos por órgãos oficiais de cada país.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui