Mulher abriga 97 cães em sua casa para protegê-los de furacão nas Bahamas

Foto: Reprodução/Facebook/Chella Phillips

A protetora de animais Chella Phillips postou fotos dos cães em sua casa e lamentou por aqueles que ela não pôde salvar.


Chella Phillips, moradora de New Providence, nas Bahamas, abrigou 97 cachorros em sua casa para mantê-los seguros durante a passagem do Furacão Dorian.

Foto: Reprodução/Facebook/Chella Phillips

O furacão chegou à categoria 5, com ventos de 295 km/h, o que fatalmente tiraria a vida desses animais se eles não tivessem um abrigo. Responsável pelo grupo “The Voiceless Dogs of Nassau, Bahamas” que resgata animais em situação de vulnerabilidade, Chella decidiu agir para proteger esses cães.

No Facebook, a protetora de animais publicou fotos que mostram os cachorros em sua casa. “97 cães estão dentro da minha casa e 79 deles estão dentro do meu quarto principal. Tem sido uma loucura desde à noite passada, com cocô e xixi sem parar, mas pelo menos eles estão respeitando a minha cama e ninguém se atreveu a saltar nela”, escreveu.

Foto: Reprodução/Facebook/Chella Phillips

“Podemos não ser atingidos com tanta força como outras ilhas e a parte mais triste é que depois do furacão sair das Bahamas, algumas ilhas vão demorar muito para se recuperar.. cada ilha tem uma abundância de cães abandonados, meu coração está partido por aqueles sem um lugar para se esconder um furacão de categoria 5 e só Deus pode protegê-los agora”, completou.

Desde que o abrigo foi fundado, há quatro anos, quase mil animais já foram resgatados.
“Estamos muito orgulhosos por termos conseguido dar-lhes esperança para que todos eles pudessem finalmente ser felizes”, afirmou Chella, que terminou a publicação pedindo ajuda. “Por favor, orem pelas Bahamas! Se você deseja ajudar financeiramente, o nosso paypal é: Pawtcake.Refuge.Inc@gmail.com”, concluiu.

Foto: Reprodução/Facebook/Chella Phillips
Foto: Reprodução/Facebook/Chella Phillips

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui