Foto: Instituto Eu Sou o Bicho

Uma ação conjunta entre ativistas da causa animal e Polícia Militar resultou no resgate de 187 cabras, cabritos e ovelhas, na última quinta-feira, dia 12, por volta das 12h, em Itaquera (SP). Os animais saíram da Bahia e foram transportados sem segurança, ventilação, alimento ou água num único caminhão.

Das três cabras grávidas, uma morreu no trajeto e outras duas deram à luz no momento do resgate. Outros 13 animais também morreram em consequência do cruel e ilegal transporte.

O motorista chegou a apresentar uma guia de trânsito dos animais vencida no dia 7 e alegou que venderia os animais à granel. Ele foi multado em R$ 561 mil e indiciado por maus-tratos a animais, mas responderá em liberdade.

Foto: Instituto Eu Sou o Bicho

O flagrante se deu na Avenida Jacu Pêssego com a ajuda da ONG “Eu sou o Bicho” que ficou como fiel depositária dos animais. Eles foram levados para um sítio em Cajamar e quando recuperados devem ser enviados ao Santuário Terra dos Bichos.

O Sargento Alexandre, diretor da ONG, explicou: “Os animais estavam detonados. Duas cabras entraram em trabalho de parto e tiveram os bebês ali mesmo, naquela hora do resgate. Uma até saiu do caminhão com a placenta ainda pendurada. Como veterinários e biólogos foram até o local a gente conseguiu socorrer o bebezinho. Outra cabra grávida faleceu na viagem”.

Foto: Instituto Eu Sou o Bicho

E complementa: “Assim que acomodamos todos em baias onde havia água e alimento, eles começaram a comer como se nunca tivessem visto comida na vida. Ontem eles já ficaram soltos e começaram a andar na grama. A gente percebe que agora eles estão bem felizes. Tinham destinação certa. A gente deduz que por conta de alguns rituais feitos na sexta-feira 13, esses animais seriam utilizados para isso também, além do consumo impróprio”.