Aflitos por ver o membro da família preso e incapazes de ajuda-lo, entre lamentos e tentativas frustradas, os dois ursos acabam atraindo a atenção de policiais que passavam pelo local


 

Foto: Placer County Sheriff´s Office
Foto: Placer County Sheriff´s Office

Por Eliane Arakaki

As imagens mostram a mãe ursa e o irmão do ursinho que ficou preso dentro de uma lixeira, em notável aflição buscando uma forma de libertá-lo.

O desespero e os lamentos da família eram tão pungentes que acabaram por atrair a atenção de uma viatura policial que passava pela região.

O filhote curioso acabou ficando preso na lixeira que estava do lado de fora de um motel perto de Lake Tahoe, na Califórnia, Estados Unidos, na semana passada.

O vídeo mostra o animal assustado soltando gritos de angústia depois que a tampa da caixa escorregou e fechou-se, deixando-o sozinho no escuro.

Dois ursos, que provavelmente pertenciam à mesma família, tentam ajudar o pequeno, mas não conseguem escalar a lateral da lixeira.

O filhote do lado de fora sobe até o topo, mas não consegue abrir a tampa para resgatar o pobre ursinho preso.

Depois de perceber que os ursos são incapazes de salvar o filhote, os policiais decidem intervir e ajudar.

Foto: Placer County Sheriff´s Office
Foto: Placer County Sheriff´s Office

Eles começam afastando os ursos enquanto os tranquilizam dizendo: “Tudo bem, estamos aqui para ajudar”.

Um policial então coloca corajosamente uma escada dentro da lixeira e tomando cuidado para não se aproximar demais do filhote.

Depois de recuar, eles observam o filhote subir a escada e aparecer no topo da lixeira.

O jovem urso espera olhando ansiosamente para os lados em cima da lixeira antes de descer e sair correndo, para grande alívio dos policiais.

Foto: Placer County Sheriff´s Office
Foto: Placer County Sheriff´s Office

A família reunida, podem enfim ir embora tranquila e completa.

Flagrantes como esse deixam claro os vínculos desenvolvidos entre os animais, de amor, fidelidade e lealdade. Seres sencientes, eles são capazes de compreender o mundo ao seu redor, sofrer, sentir e se alegrar.

A Declaração de Cambridge em 2012 assinada por um grupo de cientistas especialistas de diversas áreas do conhecimento atestou sua conclusão de que os animais possuem uma compreensão consciente, da mesma maneira e intensidade que os seres humanos.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.