Oito filhotes de cachorro foram encontrados mortos na tarde de segunda-feira (9) em Campo Grande (MS). Os cachorrinhos estavam dentro de uma caixa de papelão, embaixo de um calor de 37 graus (com sensação térmica de 43 graus).

Os cachorrinhos mortos ao lado da caixa, em um quintal precário e coberto de terra
Foto: Divulgação/Decat

A tutora prestou depoimento e foi liberada, já que os crimes de maus-tratos aos animais têm penas fracas que acabam, muitas vezes, sendo cumpridas com prestações de serviços e não prisão.

O delegado Maércio Alves Barbosa afirmou que a tutora desprezou a morte dos cachorrinhos. “Ela disse que não tinha culpa, que deixou os animais lá e eles morreram”, contou ele, em entrevista ao Campo Grande News.

A mulher perderá a guarda da cachorra da família, mãe dos filhotes e, apesar do crime ser considerado pequeno e não ter punições altas, a tutora receberá multas por ter deixado com que os animais morressem. Acionada, a PMA (Polícia Militar Ambiental) enviará equipe à casa e possivelmente será aplicada multa, que varia entre R$ 500 e R$ 3 mil por animal.

 

Uma casinha de madeira para cachorro, precária, e uma caixa de papelão ao lado
Foto: Divulgação/Decat

Segundo os moradores da região, a mãe dos filhotes deu à luz há cerca de 20 dias e os bebês, desde então, foram mantidos na caixa de papelão ao lado da casinha precária onde a mãe dormia. Expostos ao calor intenso, eles não conseguiram resistir.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.