Elefanta leva filhote recém-nascido para as pessoas que a salvaram conhecerem

Quando era apenas uma órfã, perdida e sozinha, Loijuk, foi acolhida, tratada e devolvida à natureza por cuidadores do santuário, agora que tem seu próprio bebê, ela retorna para mostrar a filha àqueles que tanto a ajudaram


 

Foto: Sheldrick Wildlife Trust
Foto: Sheldrick Wildlife Trust

Para Loijuk, a elefanta, nada é mais importante do que a família – especialmente agora que ela está começando uma própria.

Em 2006, a elefanta órfã foi encontrada sozinha com apenas 5 meses de idade e foi então resgatado pelo Sheldrick Wildlife Trust (SWT) no Quênia. Ela foi criada pela SWT até ter idade suficiente para voltar à natureza.

Os anos se passaram, mas Loijuk ainda tem um estreito vínculo com sua família humana. Ela volta aos terrenos do santuário todo mês para visitá-los. Mas em setembro, Loijuk surpreendeu seus antigos cuidadores com um filhote de elefante recém-nascido ao seu lado.

Foto: Sheldrick Wildlife Trust
Foto: Sheldrick Wildlife Trust

Ficou claro que a orgulhosa mamãe elefanta não podia esperar para exibir seu bebê aos seus amigos. O filhote, que desde então se chamava Lili, tinha apenas algumas horas de idade – provavelmente nascido apenas na noite anterior.

Loijuk nunca esqueceu a bondade daqueles que a ajudaram. Ela até convidou Benjamin Kyalo, o chefe dos cuidadores, para ter um momento especial com seu filhote recém-nascido.

Foto: Sheldrick Wildlife Trust
Foto: Sheldrick Wildlife Trust

“Benjamin conseguiu se aproximar de Lili (que se aninhava em suas pernas), acariciar sua delicada pele de recém-nascida e soprar em sua tromba, deixando-a saber quem ele era através de seu cheiro”, disse Rob Brandford, diretor executivo da SWT, ao The Dodo. “Os elefantes têm uma memória e um olfato incríveis, e nossos guardiões costumam respirar nas trombas dos órfãos para que possam reconhecer quem são”.

Você pode assistir a um vídeo da emocionante visita de Loijuk e Lili aqui:

Lili ficou bastante vacilante durante a o encontro com os amigos de sua mãe, mas, ao longo da semana, Kyalo observou como ela foi ficando cada vez mais forte.

“Loijuk ficou perto da área ao redor da unidade, permitindo que nossos guardiões a vigiassem e vissem como ela estava se saindo”, disse Brandford. “Considerando que setembro é o pico da estação seca em Tsavo, não é a condição mais favorável para um novo bebê, mas estamos muito satisfeitos por Loijuk ter voltado para perto de casa para que possamos ajudar a complementar sua dieta quando ela estiver por aqui nos visitando”.

Na natureza, os filhotes são criados com a ajuda de parentes do sexo feminino dentro do rebanho. Loijuk foi babá de outros bebês antes de dar à luz Lili, e agora seu filhote tem outras babás também – dois outros órfãos selvagens chamados Naserian e Ithumbah.

Foto: Sheldrick Wildlife Trust
Foto: Sheldrick Wildlife Trust

Lili permanecerá com o rebanho de sua mãe na natureza por toda a vida, e se ela precisar, ela agora sabe que há um lugar seguro para o qual sempre pode voltar.

Lili é a 31ª filhote nascida de elefantes órfãs criadas pela SWT que agora vive em estado selvagem, e ela é um farol de esperança para populações ameaçadas de elefantes em todos os lugares.

“Momentos como esse são importantes”, disse Brandford. “Ao salvar a vida de um elefante órfão, não estamos vendo apenas que os órfãos prosperam, mas que formam uma família”.

“Lili tem um futuro melhor pela frente do que muitos elefantes”, acrescentou Brandford, “e estamos ansiosos para ver essa garotinha crescer em estado selvagem, onde é o seu lugar”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui