O estudo foi realizado no mercado consumidor da Nova Zelândia, os dados mostram que as pessoas estão optando por comer menos carne de porco e vaca e mais produtos veganos


 

Foto: Adobe
Foto: Adobe

Uma pesquisa recentemente divulgada aponta que as vendas de carne vermelha na Holanda caíram 9% desde 2017, de acordo com dados divulgados neste verão.

Os números são da empresa de pesquisa de mercado IRI Nederland e também mostram que, à medida que as vendas de carne bovina, suína e de “caça” diminuíram nesse período, o número de alternativas à base de vegetais aumentou 51% nos supermercados holandeses.

O estudo também observa que as vendas de frango aumentaram em 2% – mas mesmo esses produtos tiveram uma queda 0,4% nos primeiros seis meses de 2019.

Animais não são comida

Várias empresas de carne já reagiram às mudanças dos hábitos alimentares da população, diversificando seus portfólios e adicionando opções veganas ou vegetarianas às suas linhas de produtos.

Foto: Aaptiv/Reprodução
Foto: Aaptiv/Reprodução

Uma dessas marcas é a Bolscher, que espera que sua nova linha vegetariana de hambúrgueres e croquetes seja responsável por 25% de seu faturamento até 2029.

“Eu preferiria continuar por 10 anos apenas com carne tradicional”, disse Roy Bolscher, diretor de negócios de processamento de carne. “Mas não vejo futuro apenas na carne. Continuar no mesmo pé não é mais uma opção. A comida nem sempre precisa ser animal, como sabemos agora.”

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.