COMÉRCIO DE PELES

Califórnia proíbe armadilhas para caçar animais para a indústria de peles

A iniciativa foi apoiada por organizações em defesa dos direitos animais e vai aumentar a proteção das espécies

A Califórnia se tornou o primeiro estado americano a proibir a captura de animais selvagens para a venda de suas peles.

Um lobo na natureza
Foto: Adobe

A lei AB 273, assinada pelo Governador Gavin Newsom, foi um dos dois projetos de leis apresentados no Senado e Assembleia. Se for aprovada, a AB 44 proibirá a fabricação e venda de produtos fabricados com peles de animais na Califórnia.

A parlamentar Lorena Gonzalez escreveu a legislação, que foi apoiada por organizações em defesa dos direitos animais. “O comércio cruel de peles de animais, além de dizimar populações cada vez mais vulneráveis de vida selvagem, não faz sentido na política fiscal”, declarou à Plant Based News.

Fleur Dawes, da ONG In Defense Of Animals (Em Defesa Dos Animais), parabenizou o Governador Newsom e Lorena Gonzalez por se movimentarem para proteger as espécies ameaçadas pelo comércio cruel.

“Esta é uma vitória para os animais e para os californianos que se manifestaram para protegê-los da extrema crueldade do comércio de peles. A Califórnia está enviando ao mundo a seguinte mensagem: os animais têm o direito de viverem dentro de sua própria pele, livres de serem mutilados e mortos por armadilhas feitas para roubarem seus pelos em nome da moda”, concluiu Fleur.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui