RISCO DE VIDA

Cachorros adquirem problemas ao ficarem em carros quentes

Os animais presos podem apresentar grave insolação e outros problemas que podem levar a morte

Quando um cachorro é deixado sozinho em um carro quente, ele pode sofrer problemas sérios – como danos cerebrais, dor, sofrimento, insolação, asfixia e até mesmo morte. Isso pode ocorrer em minutos.

Um cachorro com feição triste dentro de um carro com as janelas fechadas
Foto: Gorlov-Studio/Shutterstock

Todos os anos, milhares de cachorros e gatos morrem ao serem deixados em carros quentes.

Os cachorros não suam como os seres humanos. Eles costumam suar entre as patas e diminuem o calor corporal por meio de ofegos. Depois de poucos minutos, eles podem apresentar sintomas de insolação, como inquietação, sede excessiva, letargia, língua escura, febre, vômitos, fezes com sangue, falta de coordenação etc.

Algumas pessoas, conhecendo os problemas que os animais podem enfrentar quando trancados em um carro quente e sem possibilidade de saírem, podem tentar ajudar a libertá-los. Infelizmente, na Austrália, uma pessoa pode ter problemas sérios com a justiça ao quebrar janelas para libertar cachorros. No país, a pena por dano intencional pode chegar a seis anos de prisão.

Uma petição foi criada para que os animais possam ser resgatados na Austrália de carros quentes e sufocantes, que podem matar ou ferir seriamente os animais. Você pode contribuir assinando aqui.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui