ESPERANÇA

Animais começam a ser vistos novamente apesar de incêndios no Pantanal

A região ainda sofre com as queimadas, mas os sobreviventes estão sendo avistados e socorridos

Incêndios ainda ameaçam a biodiversidade no Pantanal (MS) mas, gradativamente, alguns animais estão sendo vistos novamente na região. O principal foco está na fazenda Caiman, que mais preocupa as autoridades.

Um cervo tentando pastar em meio às cinzas
Foto: Instituto Arara Azul

As queimadas começaram no dia 11 e foram controladas, mas o fogo voltou a se alastrar na segunda-feira (16). Pesquisadores de institutos estão coletando dados para descobrir quantos animais já morreram.

Alguns animais estão sendo vistos na fazenda Caiman, apesar do fogo continuar ativo. As autoridades estão monitorando 28 ninhos de araras azuis para que os filhotes e ovos permaneçam a salvo.

Duas araras azuis voando na paisagem cinza
Foto: Instituto Arara Azul

Os animais menores foram os mais afetados. As onças, felizmente, parecem ter se salvado – nenhuma carcaça foi encontrada. Mario Haberfeld, fundador do projeto Onçafari, monitora as onças da região há oito anos. As informações indicam que a espécie está bem, apesar do fogo.

Uma arara azul sendo resgatada por um funcionário do Instituto Arara Azul
Foto: Instituto Arara Azul

“A Gaia foi vista há dois dias e a Nusa, que é outra onça muito conhecida foi vista perto dos alojamentos. Bem de saúde. Nós vamos ter mais notícias nos próximos dias”, disse, em entrevista ao G1.

As queimadas estão proibidas no Mato Grosso do Sul até outubro – segundo especialistas, a maioria dos incêndios que devastaram a região foi proposital.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui