Vídeo mostra a barbaridade cometida por matadouro em Madri


Vídeo divulgado por uma ONG revela as condições de crueldade dentro de um matadouro em Madri, na Espanha.


Por Heloiza Dias


Um vídeo divulgado por uma ONG, denuncia irregularidades em um matadouro em Madri, na Espanha. No vídeo, animais são espancados e até pisoteados por trabalhadores, alguns não conseguem permanecer de pé e são apenas jogados uns contra os outros na esteira que os conduz para a morte.

homem-segurando-ovelha-pelas-patas
Frame do vídeo disponibilizado no site do El País

A Associação Ambiental Equalia, responsável pela divulgação do vídeo, apresentou uma queixa criminal contra o matadouro em um tribunal espanhol. A principal acusação é a violação da lei europeia, que obriga estabelecimentos desse tipo a prezarem pelo bem-estar do animal e por condições sanitárias adequadas. A empresa, apesar da divulgação de imagens que comprovam os crimes, nega todas as acusações.

O matadouro é comandado por três irmãos, que recebem cordeiros, ovelhas, cabras e vacas que são mortos e posteriormente, colocados à venda em regiões de Madri e Toledo. Foi verificado que até o início deste ano, a empresa possuía o certificado Halal, onde uma das premissas é de que os animais sejam deixados inconscientes para evitar maior sofrimento.

“Um deles foi enforcado ainda consciente por cerca de meia hora”, diz David Herrero membro da Equalia.

A realidade das imagens registradas mostra o absurdo que se passa dentro das paredes do negócio de família, animais são torturados e agonizam por horas.

“O matadouro não cumpre seus deveres, alguns cordeiros passam pela produção sem que seu sangue seja drenado adequadamente e são pendurados ainda vivos junto com o resto dos animais mortos”, explica David Herrero, coordenador geral da Equalia, responsável por lançar campanhas contra matadouros em Segóvia e Ávila.

Descaso total com a vida dos animais

No vídeo uma ovelha não consegue andar, provavelmente, devido a maus-tratos, e um trabalhador apenas a atira contra outros animais sem se preocupar com a dor causada ao animal, sem o menor respeito por sua vida. A lei exige que, quando um animal não consegue se locomover ele deve ser morto no local, sem que seja arrastado ou jogado, como mostram as imagens.

A etiqueta de identidade, é uma medida de segurança, responsável por manter a rastreabilidade dos animais e deve ser colocada assim que eles entram no recinto, caso contrário, não existe como fazer a rastreio de modo eficaz. No vídeo, podemos ver as etiquetas sendo colocadas em cordeiros já dentro do matadouro, evidenciando a negligência com simples normas de segurança.

Equalia pede que câmeras sejam instaladas 

A Equalia, além de expor as condições absurdas do tratamento que esses animais recebem, também tem um projeto que visa implementar o CFTV (Circuito Fechado de TV) que é um sistema de monitoramento interno, realizado através de câmeras que são distribuídas e conectadas a um sistema central de televisores.

“Pedimos que elas sejam instaladas onde quer que os animais vivos sejam manipulados e que as imagens sejam armazenadas por um mês em estrita conformidade com a legislação de proteção de dados. Além disso, solicitamos que essas imagens sejam analisadas pelo mesmo operador ou pelo serviço de segurança alimentar do governo regional de Madri. “, declara David Herrero.

Assista o vídeo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TRAGÉDIA

RETROCESSO

SOFRIMENTO

DIFICULDADES FINANCEIRAS

BELO HORIZONTE (MG)

COVARDIA

CRUELDADE

PROTEÇÃO ANIMAL

ALERTA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>