Cachorro morre queimado após sua casinha ser incendiada em Florianópolis (SC)


Um cachorro morreu queimado neste sábado (21) no bairro Quissamã, em Florianópolis (SC). O animal estaria dentro de uma casinha que teria sido incendiada e ficou com 70% do corpo queimado. Além dele, outros dois cães em situação de rua morreram, um por inanição e o outro em decorrência de um atropelamento. O primeiro caso aconteceu no bairro Monte Florido e o segundo no Siméria.

Cão morreu por causa de desnutrição (Foto: Reprodução/Tribuna de Petrópolis)

Os três cães foram levados para clínicas veterinárias, mas acabaram morrendo. Essas mortes, segundo o protetor de animais Domingos Galante, poderiam ser evitadas se as famílias que adotam animais fossem mais responsáveis. “Quem não assume a responsabilidade joga o problema para que outras pessoas resolvam. Mas é necessário que as pessoas exerçam a guarda responsável dos seus animais”, afirmou à Tribuna de Petrópolis.

O protetor lembra ainda da importância da atuação do poder público. “A Coordenadoria de Bem-Estar Animal (COBEA) tem que trabalhar na prevenção e para resolver problemas que surgem, fazer plantões durante os finais de semana, ter um Samuvet para socorrer os animais”, reforçou.

A Cobea, por sua vez, afirmou que investiga casos de maus-tratos denunciados, faz camapnhas de conscientização nas escolas e comunidades e dá suportes a ações como campanhas de castração realizadas pelo município. O órgão disse, porém, que não recebeu denúncias sobre os casos dos três cães mortos.

O telefone da Cobea é o (24) 2291-1505. As denúncias podem ser feitas também em delegacias.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SUSTENTABILIDADE

NEGLIGÊNCIA

SOFRIMENTO

PORTO ALEGRE (RS)

INSENSIBILIDADE

GOIÂNIA (GO)

MÉXICO

ACIDENTE

AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>