Orangotangos perdem seu habitat por queimadas na Indonésia


O governo da Indonésia está investigando cerca de 30 plantações suspeitas de contribuir para a devastação das florestas para a agricultura. As empresas de agricultura estão sob investigação e aguardam as possíveis punições.

Dois orangotangos sentados em troncos de árvores queimados caídos no chão
Foto: Getty

As queimadas são úteis para os agricultores, mas destroem o habitat de inúmeras espécies. Os orangotangos são obrigados a permanecerem no chão, ao invés de escalarem as árvores, ficando vulneráveis a predadores.

O orangotango-de-sumatra é uma espécie criticamente ameaçada de extinção. Estima-se que a população seja menor que 7.500 e o desmatamento contribui significativamente para o declínio da espécie.

A diminuição da população prejudica ainda mais as florestas, já que os orangotangos-de-sumatra dispersam sementes e são importantes para o desenvolvimento do habitat.

O ministro das florestas e do meio ambiente, Siti Nurbaya, anunciou em uma coletiva que o governo irá processar várias empresas que não têm permissão para incendiar as florestas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AVANÇO

COMPORTAMENTO

'SAVE RALPH'

ÍNDIA

REVOLTA

AÇÃO SOCIAL

MÉXICO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>