Delegacia de SP completa três anos com mais de 20 mil denúncias de maus-tratos contra animais


A DEPA – Delegacia Eletrônica de Proteção aos Animais é cada vez mais acessada e pode manter os dados do denunciante em sigilo


Por: Fátima ChuEcco

A DEPA de SP foi criada em 6 de setembro de 2016, por meio da Lei 16.303 de autoria do então deputado estadual Feliciano Filho, e passou a funcionar dentro da SSP (Secretaria da Segurança Pública). Foram 16 mil denúncias online de maus-tratos nos primeiros dois anos de existência da DEPA provando o quanto é necessária uma ferramenta moderna, ágil e que possa garantir a segurança dos denunciantes mantendo em sigilo seus dados pessoais. Hoje as denúncias já ultrapassam 20 mil casos.

O site http://www.ssp.sp.gov.br/depa/DEPA/Denuncia pode ser acessado do celular e permite o envio de fotos, vídeos, áudios e quaisquer outras provas dos abusos. A ideia de criar uma delegacia eletrônica foi da protetora Raquel Sturari que enxergou nessa ferramenta uma forma de combater a impunidade e salvar a vida de vários animais que sofrem continuamente, muitas vezes, nas mãos de seus próprios tutores.

Mas vale lembrar que a DEPA não deve ser acionada para casos urgentes, em que seja necessária uma intervenção imediata pois, para isso, continua valendo o 190 da Polícia Militar. De acordo com a SSP, grande parte das queixas se referem a “cativeiro” – termo usado pelos denunciantes para relatar que o animal está confinado em ambiente pequeno, sem condições de higiene e alimentares adequadas.

A SSP tem até dez dias para dar um retorno sobre os casos recebidos em sua plataforma online. É feita uma análise e, caso a denúncia seja validada, é encaminhada para a unidade policial correspondente. O denunciante fica sabendo se a denúncia foi acatada por meio do número de um protocolo, mas não é possível acompanhar o desfecho do caso pelo site da DEPA. A própria pessoa precisa se certificar se a situação denunciada mudou, pois, a checagem e solução do problema são de responsabilidade da delegacia mais próxima da ocorrência.

Além da facilidade para denunciar, outra vantagem da DEPA é que ela pode fornecer um mapa da crueldade contra animais em SP. Um trabalho semelhante já é feito nos Estados Unidos pelo FBI há cerca de 30 anos. Os dados ajudaram num estudo que provou que 89% dos psicopatas começam sua trajetória torturando e matando animais. Geralmente eles “treinam” suas crueldades em cães, gatos e outros animais antes de migrar para vítimas humanas. Por isso é tão importante o registro das ocorrências de maus-tratos contra animais.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>