Árabes compram chitas como animais domésticos para indicar luxo e riqueza


As chitas podem ser completamente extintas em um prazo de dois ou três anos. Segundo a bióloga Laurie Marker, fundadora da organização Cheetah Conservation Found (CCF), o tráfico da espécie vai garantir que os animais desapareçam da natureza.

Uma chita e seus filhotes
Foto: George Lamson / Flickr

A CCF revelou que, todos os anos, são traficados cerca de 300 filhotes de chita – a mesma quantidade de animais adultos morando nas áreas protegidas da África. Ao todo, na natureza, estima-se que existam apenas 7.500 chitas. Mil estão em cativeiro, onde aguardam serem vendidas pela internet.

Apesar de muitos países proibirem a compra e venda de animais selvagens, não há fiscalização. Dessa forma, muitos acabam em mansões do Golfo Pérsico, onde são consideradas acessórios de luxo e símbolos de riqueza.

Vídeos divulgados em uma reportagem da CNN mostram chitas sendo jogadas em piscinas, provocadas por seres humanos, alimentadas com sorvetes e doces etc. Um post no Instagram mostra uma chita sendo obrigada a usar uma coleira.

A chita é um animal selvagem e, portanto, a vida em cativeiro pode ser mortal. Além disso, a viagem a que o animal é submetido no contrabando é cruel – especialistas afirmam que três a quatro animais morrem no trajeto e a maioria chega com as patas quebradas.

A chita é o mamífero terrestre mais rápido do mundo, portanto, precisa de espaço para correr e também precisa se alimentar adequadamente. Durante o trajeto do contrabando, isso não acontece, e muitas pessoas não sabem e nem têm condição de cuidar da espécie. Marker contou, em entrevista à CNN, que a maioria das chitas em cativeiro morrem em um ou dois anos. “As pessoas que têm chitas como animal de estimação estão causando a extinção da espécie”, afirmou.

A CFF registrou, em um estudo realizado no ano passado, 1367 chitas à venda em redes sociais entre 2012 e 2018 – as plataformas mais utilizadas para as vendas foram o Instagram e Youtube.

A CNN entrou em contato com um dos vendedores por telefone, anonimamente, e ele disse que conseguia entregar uma chita em até 25 dias. Também recomendou que o animal fosse alimentado com frango – o que os veterinários estritamente aconselham a não fazer, porque pode causar problemas de saúde nos animais.

Estima-se que o tráfico de animais selvagens contrabandeie cerca de 20 milhões de animais por ano. A ONU e a Interpol classificam a atividade como a quinta principal indústria ilícita do mundo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE

GRATIDÃO

ESPECIAL

ALEGRIA

VÍTIMAS DA CAÇA

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>