ESPERANÇA

Raros leões brancos nascem em santuário e recebem os nomes Nala e Simba

Os leões brancos já foram extintos na natureza uma vez e atualmente existem menos de 13 indivíduos

Dois raros leões brancos nasceram no final de julho, em um santuário de proteção animal francês chamado “Caresse de tigre”. Os dois foram batizados de Nala e Simba, em homenagem aos personagens de Rei Leão.

Dois filhotes de leões brancos deitados
Foto: Lou Benoist/AFP

O leão branco em nada se diferencia do leão de pelos amarelados, com exceção da sua cor. A cor diferente é causada por uma mutação genética chamada leucismo.

Os leões brancos se tornaram extintos na natureza por doze anos, mas foram reintroduzidos em 2004 à vida selvagem. Mesmo assim, a maior parte desses animais vivem em cativeiro e, na natureza, há menos de treze indivíduos, segundo a entidade de Proteção Global do Leão Branco. Infelizmente, eles são muito cobiçados por caçadores.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

O santuário, no nordeste da França, ocupa 300 hectares de uma área florestal e atualmente é o lar de doze tigres e leões. Por enquanto os filhotes estão sendo cuidados pelos proprietários do santuário e se tornaram amigos dos cachorros do casal.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui