MANIFESTAÇÕES

Protestos pela Amazônia são realizados em cidades brasileiras e nos EUA

As manifestações foram motivadas pelas queimadas que têm destruído a floresta amazônica.

Centenas de pessoas foram às ruas de Belém (PA) para lutar pela Amazônia (Foto: Carolina de Oliveira)

Manifestações contra as queimadas e o desmatamento na Amazônia foram realizados, neste sábado (24), em cidades brasileiras e também em Nova York, nos Estados Unidos.

Centenas de pessoas foram às ruas de Belém (PA) para lutar pela Amazônia (Foto: Carolina de Oliveira)

Os protestos foram realizados em pelos 22 municípios, de acordo com o G1.

“Holocausto Amazônico” e “Salve a Amazônia” eram alguns dos dizeres presentes nos cartazes dos manifestantes no centro de Belém, no Pará.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“Hoje, Belém fez ecoar o seu grito de resistência em defesa da Amazônia. Não passarão os que destroem a floresta por ódio e ganância!”, escreveu em rede social o deputado federal Edmilson Rodrigues (PSOL-PA), que participou da manifestação em Belém. As informações são da revista Veja.

Manifestantes também caminharam em protesto pelas ruas de Manaus (AM) e de Natal (RN), onde um grupo de índios de uma aldeia do sul do estado esteve. “Hoje em Natal nos manifestamos em defesa da Amazônia e contra a política de destruição do ministro do Meio Ambiente de Bolsonaro, Ricardo Salles. Estamos juntos na defesa do meio ambiente, pois lutar por nossas florestas é lutar a favor da vida!”, publicou no Twitter a advogada e deputada federal Natália Bonavides (PT-RN).

Índios participaram do protesto em Natal (RN) (Foto: Reprodução/Twitter/@natbonavides)

O protesto em Salvador (BA) contou com a entrada de manifestantes no Shopping Barra. Eles gritavam palavras de ordem e carregavam cartazes. No sul e sudeste, cidades como Belo Horizonte, Florianópolis e Porto Alegre registraram manifestações.

“O povo de Florianópolis foi pra rua em defesa da Amazônia e do meio ambiente e contra as políticas destrutivas do governo de Jair Bolsonaro”, disse o professor e deputado federal Pedro Uczai (PT/SC).

Nos Estados Unidos, um protesto foi realizado em Nova York. Cerca de 200 pessoas estiveram no Bryant Park, em Manhattan, para se posicionar contra as queimadas e o desmonte da agenda ambiental promovido pelo governo brasileiro. Os manifestantes pediram que as Nações Unidas cancelem a ida de Jair Bolsonaro à Assembleia-Geral da ONU, marcada para setembro.

Protesto pela Amazônia nos EUA (Twitter @JoshuaPotash/Reprodução)

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui