Loja de conveniência abre as portas para cão em situação de rua durante a onda de calor


Foto: Adolfo Pazzi Ahumada
Foto: Adolfo Pazzi Ahumada

Recentemente, em um dia de calor escaldante e quente no norte do México, Adolfo Pazzi Ahumada testemunhou o amor em sua forma mais pura.

Depois de perceber que ele estava sem leite em casa, Ahumada decidiu enfrentar o clima de 40°C para fazer uma rápida parada no mercado local. Quando ele chegou, viu uma cena muito bonita se desenrolando bem na sua frente.

“Um cachorro em situação de rua estava sendo alimentado e recebendo água do balconista do mercado”, disse Ahumada ao The Dodo. “Então eu vi que eles deixaram o cachorro entrar”.

Quando Ahumada entrou na loja, ele decidiu perguntar ao funcionário sobre o cachorro. Ahumada contou que conversa foi assim:

“Ele esteve aqui nos últimos dias. Suspeitamos que ele tenha sido deixado para trás por seu tutor. Ele veio até nós para pedir ajuda”, disse o funcionário a Ahumada. “Nós só poderíamos fornecer-lhe comida, água e alguns brinquedos da loja que pagamos com o nosso dinheiro.”

Mas a bondade da loja não termina aí.

Foto: Adolfo Pazzi Ahumada
Foto: Adolfo Pazzi Ahumada

“Nós o deixamos entrar porque a temperatura lá fora está realmente, muito quente, um inferno. Nós nos sentimos mal por ele ter sido abandonado, mas ele parece mais feliz aqui dentro da loja, onde é mais fresco“, disse o funcionário.

Espreitando um dos corredores, Ahumada observou o ato acontecendo em primeira mão, o animal descansando no ambiente fresco do ar condicionado.

O cachorro abandonado e sozinho encontrara pessoas que se importavam.

No tempo que ele esteve lá, o cão mostrou bondade e gratidão aos funcionários e clientes em troca. A loja espera que talvez um cliente considere adequado adotá-lo e leva-lo para casa. O que seria perfeito.

Foto: Google Maps
Foto: Google Maps

Incapaz de ser essa pessoa, Ahumada pagou seu leite e comprou um petisco para o cachorro aproveitar depois do cochilo – descansando, assegurou-se que o filhote estava em segurança e recebia carinho até o dia de encontrar sua nova família chegar.

“Eu me senti mal pelo que o cachorro passou”, disse Ahumada. “Mas ele agora está recebendo o amor que ele merece.”

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSPIRAÇÃO

DENÚNCIA

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

RETROCESSO

RESPONSABILIDADE

SOLIDARIEDADE

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>