Guepardos estão ameaçados de extinção por conta do tráfico de animais


O tráfico de animais está ameaçando a existência dos guepardos, que são comprados por pessoas com alto poder aquisitivo para serem confinados em cativeiro. A privação da liberdade e a ausência de cuidados adequados, no entanto, frequentemente condena esses animais à morte.

Reprodução/CNN

Atualmente, apenas 7,5 mil guepardos vivem na natureza e mais de mil estão aprisionados em cativeiros pelo mundo. O levantamento é da organização africana Fundo de Conservação de Guepardos (CCF, na sigla em inglês), que denuncia o tráfico da espécie.

De acordo com a entidade, os guepardos são retirados da natureza para serem criados por pessoas ricas, especialmente na Arábia Saudita. As informações são da CNN.

Entre janeiro de 2012 e junho de 2018, 1.367 guepardos foram traficados através de anúncios nas redes sociais, segundo a organização. O comércio e a manutenção da espécie em cativeiro, no entanto, são proibidos por lei.

De acordo com uma pesquisa feita pela ONG, a maior parte dos anúncios é feita no Instagram e no YouTube. Publicações relacionadas ao tráfico da espécie foram encontradas em 15 países, mas 90% delas foram feitas no Golfo Pérsico, sendo 60% na Arábia Saudita.

De acordo com a bióloga Laurie Marker, fundadora da CCF, manter guepardos em cativeiro pode ser fatal, já que o animal é um dos mamíferos mais rápidos do mundo e que, por isso, precisa de grandes áreas para correr, além de uma dieta específica.

Marker explicou que a maior parte dos guepardos traficados e mantidos em cativeiro morrem em um ou dois anos devido à falta de cuidados adequados.

Em entrevista à CNN, a bióloga afirmou que as pessoas que mantêm guepardos em cativeiro, tratando-os como animais domésticos – o que eles não são -, “estão causando a extinção da espécie”.

Para Marker, é necessário que os países dos Emirados Árabes aumentem a fiscalização de combate ao tráfico de guepardos e puna os traficantes.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOLIDARIEDADE

NOVOS LARES

RIO CLARO (SP)

EXTINÇÃO

VISIBILIDADE

CANADÁ

ABRAÇO ANIMAL

DENÚNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>