Vídeo flagra macaco tentando quebrar o vidro do cativeiro com uma pedra


Foto: Asia Wire
Foto: Asia Wire

Um macaco preso em um zoológico foi filmado tentando quebrar as paredes do seu cativeiro,  atingindo o vidro repetidas vezes com uma pedra.

Os visitantes se comoveram ao ver o macaco-prego-de-cara-branca (Cebus capucinus) colombiano segurando a pedra com as duas mãos e derrubando-a sobre o vidro.

Quando o macaco bate com a pedra na parede de vidro, toda a vidraça de repente se rompe.

O incidente aconteceu no zoológico de Zhengzhou, na província de Henan, na China Central, em 20 de agosto.

O vidro quebrado assusta os turistas, mas também assusta o próprio macaco, que rapidamente corre na direção oposta.

O turista Wang lembrou: “O macaco estava afiando a pedra, então começou a bater no vidro”.

“O macaco se assustou, mas voltou para dar outra olhada e até mesmo tocar os pedaços de vidros.”

Um membro da equipe do zoológico de Zhengzhou, Tian Shuliao, disse à imprensa local: “Esse macaco é diferente dos outros macacos, ele sabe como usar ferramentas para quebrar nozes.”

“Quando nós alimentamos os outros macacos com nozes, eles só sabem mordê-las”.

Foto: Asia Wire
Foto: Asia Wire

“Mas ele nunca tinha atingido o vidro antes. Esta é a primeira vez. É vidro temperado, então nunca sairia.

“Depois que aconteceu, pegamos todas as pedras do cativeiro e tiramos todas as suas possíveis ‘armas’ “.

Tian disse que o vidro seria substituído e que aumentariam as patrulhas para garantir que nenhum animal tentasse escapar.

Sofrimento e prisão

Macacos são animais sencientes capazes de sentir, sofrer, criar vínculos emocionais profundos e compreender o mundo ao seu redor.

A vida em cativeiro é extremamente nociva para qualquer animal, estudo comprovam que muitos acabam vítimas de sofrimento mental acentuado, chamado de zoocose.

A doença se manifesta por meio de comportamentos compulsivos com alto número de repetições, como a “dança de pernas” comum em elefantes que vivem em zoológicos, o isolamento e alienação que é quando um animal passa os dias olhando para uma parede, automutilação, como no caso dos leões que comem o próprio e golfinhos que batem a cabeça contra as grades de contenção seus tanques.

Nenhum animal é feliz longe da natureza, seu habitat de convivência, onde pode desfrutar de sua liberdade, conviver com os demais animais e prosperar de forma saudável.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

MAUS-TRATOS

HABITATS DESTRUÍDOS

OMISSÃO

ECONOMIA CIRCULAR

DEDICAÇÃO

TECONOLOGIA

COMPAIXÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>