Quase 4 mil bois brasileiros correm risco de morrer de fome em navio


O Fórum Animal foi contatado por uma organização de proteção animal da Alemanha, a Animal Welfare Foundation, sobre a situação de 3.800 bois a bordo do navio Julia AK, que teria partido do porto do Rio Grande (RS) para Turquia.

Foto: Pixabay

O navio pararia em Cartagena, Espanha, para reabastecimento de alimento para os animais. Porém, uma ordem judicial da autoridade portuária da cidade negou a entrada do navio em seu porto, devido a questões financeiras com uma companhia de combustível libanesa, que chegou aos tribunais.

Esse problema coloca em risco grande parte desses milhares de bois, condenados a morrer de fome antes mesmo de chegar ao destino final, onde normalmente são mortos sem qualquer tipo de insensibilização.

O Código Sanitário para os Animais Terrestres da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), do qual o Brasil é signatário, estabelece que o bem-estar dos animais transportados vivos é de responsabilidade tanto do país exportador, no caso o Brasil, quanto do importador, a Turquia.

Porém, como já foi amplamente divulgado e comprovado por Ação Civil Pública do Fórum Animal, em vistoria técnica veterinária designada por um juiz, esse comércio é realizado sem qualquer respeito ao bem-estar animal. A lotação de animais a bordo é o catalisador de inúmeros problemas, desde a alta temperatura a bordo até a falta de acesso a alimentos.

O relatório da vistoria técnica mostrou que a prática de transporte marítimo de animais por longas distâncias está relacionado diretamente à ocorrência de crueldade, sofrimento, dor, indignidade e corrupção do bem-estar animal sob diversas formas.

O Fórum Animal vai fazer contato com as autoridades responsáveis para exigir um posicionamento do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e do Itamaraty sobre o fornecimento do alimento necessário aos animais até a chegada ao porto da Turquia.

Fonte: Fórum Animal


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS

SEGUNDA CHANCE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>