Lewis Hamilton oferece ajuda à Floresta Amazônica


O campeão de Fórmula 1, Lewis Hamilton, declarou estar devastado pelos incêndios que estão dizimando a Floresta Amazônica – localizada em sua maior parte em território brasileiro e reconhecida como a maior floresta tropical do mundo.

O piloto segurando em uma grade
Foto: Jen_ross83

A Floresta Amazônica abriga cerca de um milhão de indígenas e três milhões de espécies distintas de plantas e animais, além de ser essencial para conter o efeito estufa. Suas árvores funcionam como um filtro para o gás carbônico.

A área registrou um recorde de incêndios neste ano, com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) detectando 72.843 incêndios entre janeiro e agosto. Isso representa um aumento de 84% em relação ao ano passado.

Os incêndios podem ser causados por acidentes ou pelas ações ilegais deliberadamente programadas para desmatar a floresta para a pecuária. O atual presidente, Jair Bolsonaro, prometeu desenvolver a região para a agricultura e mineração, ignorando avisos de ambientalistas sobre as consequências do desmatamento.

Nos últimos dez anos, os governos brasileiros conseguiram desacelerar as taxas de desmatamento, implementando sistemas de multas e ações federais aos criminosos. Mas o número de condenações por crimes ambientais declinou no governo Bolsonaro.

Os incêndios repercutiram ao redor do mundo, levando muitas celebridades a se pronunciarem sobre o caso. Hamilton postou uma foto da floresta em chamas em seu Instagram, contextualizando seus seguidores sobre o aumento da taxa de incêndios e afirmando estar devastado em ver o mundo sofrer.

“Os cientistas se referem à Amazônia como os pulmões da Terra, porque ela produz 20% do oxigênio que respiramos”, explicou ele, acrescentando que uma área maior que um campo de futebol é destruída na floresta todos os dias, e o mundo precisa se unir para fazer algo a respeito.

O piloto ainda pediu para que seus seguidores falassem e postassem sobre o assunto, para que fosse de conhecimento de todos. Marcando a ONU em sua publicação, Hamilton se prontificou a ajudar da maneira que puder.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSPIRAÇÃO

DENÚNCIA

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

RETROCESSO

RESPONSABILIDADE

SOLIDARIEDADE

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>