Instagram emite avisos de crueldade em publicações relacionadas a aquário em Dubai


Por Rafaela Damasceno

O Instagram começou a emitir um alerta para os usuários que acessam conteúdo sobre a Dubai Dolphinarium, avisando que as publicações podem conter crueldade contra os animais.

Dois golfinhos saltando em um tanque
Foto: Paulo Vecina / The National

A atração popular de Dubai foi alvo de protestos recentemente, após imagens de uma mulher sentada nas costas de um golfinho no chão de uma piscina serem divulgadas. O governo de Dubai declarou estar investigando o ocorrido.

“Abuso e venda de animais em extinção, ou suas partes, não são permitidos no Instagram”, dizia o aviso sempre que alguém procurava a #dubaidolphinarium. “Você está procurando uma hashtag que pode estar associada com postagens que encorajam comportamentos prejudiciais aos animais ou ao meio ambiente”.

Esse esquema foi introduzido à rede social em 2017, passando a impedir que os usuários vissem imediatamente as postagens que possam conter abuso de animais ou contra o meio ambiente. O aviso permite que os usuários escolham cancelar a pesquisa da hashtag, saber mais sobre a política de preservação animal do Instagram ou continuar a exibir as publicações possivelmente ofensivas.

“Encorajamos todos a serem responsáveis com o meio ambiente e cuidadosos em interações com animais selvagens, para ajudar a evitar a exploração”, comunicou o Instagram.

O vídeo divulgado levou diversas pessoas a criticarem o comportamento da mulher e protestarem a favor dos animais.

“Se as pessoas fossem mais informadas sobre o que os animais são, sua biologia, sua vida social, capacidade de entender e sentir, tenho certeza que se comportariam de maneira diferente”, afirmou Ada Natoli, bióloga e fundadora do Projeto Golfinho, que liderou os protestos contra o Dubai Dolphinarium.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CRIME AMBIENTAL

ABERRAÇÃO LEGISLATIVA

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>