TERRA DOS BICHOS

Santuário que abriga centenas de animais em São Roque (SP) passa por dificuldades

“São duas toneladas por semana de farelo a um custo de R$ 2,3 mil. Isso dá aproximadamente R$ 9,2 mil por mês só com os de grande porte” (Foto: Santuário Terra dos Bichos)

Por David Arioch

“São duas toneladas por semana de farelo a um custo de R$ 2,3 mil. Isso dá aproximadamente R$ 9,2 mil por mês só com os de grande porte” (Foto: Santuário Terra dos Bichos)

Fundado em 2007, o Santuário Terra dos Bichos, situado em São Roque (SP), se tornou em 2015 o lar de dezenas de porcos resgatados após o tombamento de uma carreta no Rodoanel, na altura de Barueri, em São Paulo. Hoje o santuário abriga cerca de 350 animais de 16 espécies, e com necessidades bem específicas.

E por causa disso a direção do Terra dos Bichos, que é uma entidade sem fins lucrativos, enfrenta dificuldades para a aquisição de ração para os maiores animais que vivem no local que se tornou morada de porcos, bois, cavalos, cabras e ovelhas.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“São duas toneladas por semana de farelo a um custo de R$ 2,3 mil. Isso dá aproximadamente R$ 9,2 mil por mês só com os de grande porte”, informa a direção do santuário e acrescenta que as pessoas podem contribuir com qualquer valor.

Há várias formas de ajudar o Terra dos Bichos – seja realizando uma doação, apadrinhando um porco, encomendando pratos preparados pelo santuário, atuando como voluntário, doando alimentos, desenvolvendo eventos beneficentes e disponibilizando ou comprando espaço em mídia para divulgação de adoção e apadrinhamento de animais.

“Aqui cuidamos de animais salvos do abate, tráfico e outras situações de risco.
Frequentemente recebemos pedidos de ajuda, mas, sem apoio, não conseguimos colaborar”, informa o Terra dos Bichos em referências às dificuldades financeiras.

Pagseguro

www.santuarioterradosbichos.org.br

Vakinha

https://www.vakinha.com.br/vaqu…/santuario-terrados-bichos-3


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui