Cordeiros órfãos são adotados por cadela em Uruguaiana (RS)


Uma cadela adotou quatro cordeiros órfãos em uma fazenda em Uruguaiana, no Rio Grande do Sul. Os filhotes foram abandonados pelas mães, mas encontraram carinho e aconchego na cadela.

“Nunca tinha visto isso”, contou ao G1 o capataz Luís Alexandre Abreu Alves, de 42 anos. “Até gravei em vídeo porque me chamou a atenção”, completou.

Foto: Luís Alexandre Abreu Alves/arquivo pessoal

De acordo com Alves, os filhotes foram abandonados porque nasceram gêmeos e os mais fracos costumam ficar para trás. “Eu recolho e acabo ficando com eles”, disse o funcionário da propriedade.

Acostumada a conviver com cordeiros, a cadela Lassie logo se aproximou dos filhotes. “Comecei dar leite, ela começou a se chegar, foi lambendo eles, foi deitando com eles. Um deles começou a procurar ela para mamar, e assim começou”, contou Alves.

Os filhotes fazem movimento de mamar ao procurar a cadela, mas são alimentados através de mamadeiras dadas pelo capataz.

“É um instinto que cães e gatos vêm demonstrando cada vez mais, principalmente cadelas, que adotam essa outra espécie, e acabam, muitas vezes, até produzindo leite, se há estímulo das outras mamadas”, afirma o veterinário João Pereira Júnior, diretor do Sindicato Médico Veterinário do Rio Grande do Sul. Essa alimentação, no entanto, não é adequada, segundo o especialista.

De acordo com o veterinário, o nascimento de gêmeos entre os ovinos é comum e se torna ainda mais frequente por causa das técnicas utilizadas por produtores rurais. O abandono dos filhotes pela mãe também é normal, segundo Júnior.

“Muitas vezes os cordeiros não nascem com peso adequado, se não mamam nas primeiras horas o colostro [leite produzido nos primeiros dias de amamentação], eles ficam mais fracos e ficam pra trás”, comentou.

“Um fica mais esperto e forte, mama o colostro, fica mais forte e a mãe muitas vezes abandona por isso, por sentir que o outro vai morrer, e acaba deixando, para proteger o mais forte”, acrescentou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

COREIA DO SUL

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>