Inundações matam 12 rinocerontes raros na Índia


Foto: Associated Press
Foto: Associated Press

Pelo menos 12 rinocerontes de um chifre, uma espécie ameaçada de extinção, morreram como resultado das enchentes que alagaram um parque nacional no nordeste da Índia, disseram autoridades.

Onze deles se afogaram enquanto tentavam escapar das inundações e um deles caiu em uma vala enquanto tentava escalar para um local mais alto, disse um funcionário do Parque Nacional de Kaziranga, no estado de Assam, no nordeste da Índia.

O imenso parque de 430 quilômetros quadrados foi classificado como Patrimônio Mundial da UNESCO e abriga dois terços da população mundial do Rhinoceros Unicornis – mais comumente conhecido como o rinoceronte indiano.

Na última contagem, em 2015, o parque tinha uma população de 2401 rinocerontes.

As recentes inundações afetaram cerca de 90% da área do parque, forçando os animais a fugir para um lugar mais alto.

Pelo menos 141 animais selvagens morreram desde o dia 13 de julho. Entre eles rinocerontes, um elefante, javalis e diferentes espécies de veados, disse o diretor do parque, P Sivakumar.

A maioria deles se afogou enquanto alguns foram atingidos por veículos quando atravessaram uma rodovia que cruza o parque para chegar nas colinas de Karbi Anglong.

Pelo menos 60 animais foram resgatados e a maioria deles soltos na natureza. Embora as águas da inundação tenham começado a recuar, cerca de 60% do parque ainda está inundado.

Muitos dos animais buscaram abrigo em outeiras artificiais construídas para tais situações, disse Sivakumar.

A temporada de monções da Índia, de junho a setembro, registra fortes chuvas que são uma tábua de salvação para os agricultores, mas muitas vezes deixam um rastro de morte e destruição.

Mais de 200 pessoas morreram em incidentes relacionados à chuva na Índia em julho, uma grande parte deles em Assam e no leste do estado de Bihar.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

GENTILEZA

COMPORTAMENTO

'SAVE RALPH'

ÍNDIA

REVOLTA

AÇÃO SOCIAL

MÉXICO

AÇÃO SOCIAL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>