Mais de 70 baleias cinzentas apareceram mortas em menos de 6 meses preocupando cientistas


Foto: NOAA
Foto: NOAA

Mais de 70 baleias cinzentas surgiram na costa oeste da América do Norte causando preocupação aos cientistas. Mas por que tantas baleias cinzentas estão morrendo de repente?

Desde janeiro deste ano, mais de 70 baleias cinzentas morreram na costa dos estados da Califórnia, Oregon, Washington, Alasca e também do Canadá. Isso é o máximo de mortes ocorridas em um único ano desde 2000, e os especialistas afirmam que tem motivos para se preocuparem.

Na semana passada, a NOAA – Administração Nacional Oceânica e Atmosférica – classificou esses encalhes como parte de um evento de mortalidade incomum (UME). Sob a lei de Proteção aos Mamíferos Marinhos dos EUA, a designação de uma UME significa que mais recursos e perícia científica serão dedicados a investigar o que está causando tantas mortes de baleias.

O avistamento de diversas baleias cinzentas (Eschrichtius robustus) nadando ao longo da costa oeste nesta época do ano é esperado. De março a junho, esses grandes mamíferos marinhos nadam para o norte a partir da costa da Baja California, no México, até as águas frias e ricas em alimentos dos mares de Bering e Chukchi, ao norte do Alasca. Eles vão começar sua viagem de volta ao sul em novembro.

Esses belos gigantes marinhos já foram severamente ameaçados por baleeiros. Havia apenas cerca de 2 mil deles em 1946, quando um acordo internacional para parar a caça às baleias cinzentas foi iniciado com o objetivo de ajudar a população da espécie a se recuperar, segundo o Centro de Mamíferos Marinhos, uma ONG que resgata e reabilita mamíferos marinhos na Califórnia.

As baleias cinzentas foram retiradas da lista de espécies ameaçadas dos EUA em 1994, quando a população era estimada em cerca de 20 mil membros.

Uma UME anterior de 1999 a 2000 derrubou essa população, chamada população do Pacífico Norte Oriental, para cerca de 16 mil indivíduos, mas as baleias se recuperaram. Em 2016, os cientistas estimaram que havia cerca de 27 mil baleias cinzentas.

“Sabemos com base em dados passados que essa população é capaz de se recuperar de uma perda na ordem de pelo menos 6 mil, talvez”, disse David Weller, biólogo especializado em pesquisa da vida selvagem do Centro de Ciências da NOAA Southwest. Mas ainda não está claro o que está causando tantas mortes de baleias.

Por enquanto, a prioridade é aprender o máximo possível com os animais mortos que chegam as praias, disse Weller. “Os números são alarmantes e precisamos continuar a monitorá-los de perto”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE

GRATIDÃO

ESPECIAL

ALEGRIA

VÍTIMAS DA CAÇA

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>