China desenvolve aplicativo de reconhecimento facial para preservar pandas


A China desenvolveu um aplicativo de reconhecimento facial de pandas gigantes. O programa foi criado, segundo especialistas, para monitorar a vida desses animais e promover a preservação da espécie.

(Foto: Pixabay)

De acordo com entrevista concedida à agência chinesa Xinhua News pelo pesquisador do Centro de Pesquisa e Conservação da China para Pandas Gigantes, Chen Peng, “o aplicativo e o banco de dados nos ajudarão a coletar informações mais precisas e completas sobre a população, distribuição, idade, proporção de gênero, nascimento e pandas selvagens, que vivem em montanhas profundas e são difíceis de rastrear”.

Um censo realizado em 2014 pelo governo chinês concluiu que menos de 2 mil pandas gigantes vivem na natureza na China. Eles habitam três províncias localizadas no oeste do país. As informações são da revista Galileu.

Assim como outros programas de reconhecimento facial, o aplicativo voltado aos pandas foi criado com base em um enorme banco de dados de fotos desses animais. Para configurar o algoritmo, cerca de 120 mil fotos e 10 mil vídeos foram utilizados. Vários elementos-chave, como a forma da boca, o tamanho das orelhas e as marcas ao redor dos olhos são analisados pelo algoritmo para a identificação dos pandas.

(FOTO: XINHUA NEWS)

“Você não precisa mais se preocupar em deixar os pandas irritados chamando-os pelo nome errado”, brincou a Base de Pesquisa de Reprodução do Panda Gigante de Chengdu, em publicação feita na rede social chinesa Weibo.

O uso do reconhecimento facial como forma de identificar animais não é, no entanto, algo novo. A tecnologia também tem sido utilizada para preservar ursos e lêmures, além de monitorar animais em fazendas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. Doe agora.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

BRECHAS LEGAIS

DENÚNCIA

ATROCIDADE

POLÍTICA PÚBLICA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>