Filhotes de pit bull vítimas de abuso são resgatados da casa de tutora negligente


Foto: Washington Humane Society/Facebook
Foto: Washington Humane Society/Facebook

Justiça foi feita quando Brenda Bullock, residente da cidade de Washington DC (EUA), foi presa e acusada de três crimes de crueldade contra animais após uma investigação da Washington Humane Society (WHS) e da Animal Rescue League (ARL).

Os três filhotes de pitbull de quatro meses de idade que ela negligenciou e abandonou foram entregues aos Oficiais do departamento de Controle Animal. Chase, Haagen Dazs e Klondike estavam todos sofrendo de doenças crônicas em péssimas condições de saúde, magros e famintos, os filhotes claramente não haviam recebido tratamento médico há meses e eram extremamente fracos.

Uma vez dado seu prognóstico pelos médicos, os três filhotes receberam mais de 9 mil dólares em tratamento médico e atendimento 24 horas da equipe veterinária da emergência.

O tratamento era dispendioso, demorado e complicado mas pelo menos os filhotes tinham um ao outro para se apoiar e confortar. Dois dos filhotes foram levados para um abrigo de adoção, mas Chase, que foi o mais afetado, permaneceu no hospital em tratamento.

Assim que o filhote chegou, descobriu-se que Chase sofria de sarna demodécica em todo o corpo e estava abatido, desnutrido, desidratado, hipoglicêmico, hipotérmico e anêmico.

Diante desse quadro crítico, os veterinários no início, não tinham certeza se Chase sobreviveria,mas após uma transfusão de sangue bem sucedida e 12 dias de terapia intensiva, ele melhorou o suficiente para ser transferido para um lar adotivo temporário médico.

Apesar de tudo, Chase parecia demonstrava bom ânimo e enfrentava tudo com coragem. Toda a equipe médica e de resgate torce para que o pequeno cãozinho melhore e eventualmente encontre um lar e uma família amorosa.

Embora os pit bulls tenham adquirido uma má reputação ao longo dos anos por serem uma raça agressiva e potencialmente perigosa, é impossível justificar a quantidade de abusos que os três pit bulls, que foram resgatados da casa de Bullock, receberam sob seus cuidados.

“Com a idade de quatro meses, Chase e seus dois irmãos sofreram mais tormentos do que qualquer ser vivo deve ser submetido em toda a vida”, disse Lisa LaFontaine, presidente e CEO da WHS / WARL.

“A crueldade com os animais, seja qual for, nunca pode ser tolerada e as pessoas de nossa comunidade devem saber que perseguiremos incansavelmente aqueles que cometerem esses crimes”.

Os esforços dessas pessoas dedicadas que salvam e reabilitam cães em situação de sofrimento merecem reconhecimento e aplusos. Graças a eles esses filhotes estão vivos e se reabilitando muito bem.

Um dia, eles com certeza serão capazes de superar o trauma que experimentaram e viver a vida normal e feliz que um cão merece ter desde o primeiro dia de sua vida.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

COMPAIXÃO

VIOLÊNCIA

PESQUISA

APELO

RECOMEÇO

BARBÁRIE

SEGUNDA CHANCE

INSPIRAÇÃO

DESCARTE IRRESPONSÁVEL

BOA AÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>