Empresa vegana irlandesa doa mais de 20 mil refeições para crianças necessitadas


Foto: VegNews/Reprodução
Foto: VegNews/Reprodução

A startup vegana FIID, com sede na Irlanda (pronuncia-se “feed”) recentemente doou 20 mil refeições à base de vegetais para crianças necessitadas em todo o mundo.

A empresa fez uma parceria com a Mary’s Meals, organização de justiça alimentar, para criar um programa em que cada compra de produtos da Fiid resulta na doação de um almoço escolar rico em nutrientes para uma criança em um país em desenvolvimento.

“Temos muito orgulho em dizer que, com a ajuda de nossos clientes, amigos, familiares e apoiadores, podemos fornecer 20 mil refeições que terão um impacto duradouro nas crianças em algumas das regiões mais desafiadoras e necessitadas do mundo”, disse o fundador do Shane Ryan.

“Eu comecei a me esforçar me desafiando a ser uma pessoa melhor e a ter um impacto positivo no mundo, e estou muito contente que nossos clientes tenham participado com tanto entusiasmo para nos ajudar a tornar essa visão uma realidade.”

Lançado em dezembro de 2018, a Fiid produz tigelas com refeições para microondas – em sabores como o marroquino Chickpea Tagine, o italiano Sundried Tomato & Lentil Ragu e o Smoky Mexican Black Bean Chili – que agora são vendidos a um preço justo em toda a Irlanda.

A empresa expandiu-se para o Reino Unido através do mercado on-line Ocado e planeja doar agora 200 mil refeições para crianças necessitadas até o final de 2019.

*A Irlanda e o veganismo*

De acordo informações do jornal Irish Independent, publicadas em abril de 2019, 37% dos irlandeses considerariam uma transição para o veganismo por questões ambientais e éticas.

Além disso, sete em cada dez pessoas disseram que poderiam incorporar opções veganas em sua dieta semanal. A pesquisa realizada com centenas de pessoas na Irlanda é uma iniciativa da empresa Vitabiotics.

De acordo com uma pesquisa realizada no ano passado pela empresa Deliveroo Ireland, a entrega de alimentos vegetarianos a domicílio cresceu 119% na Irlanda em comparação com 2017.

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Já uma pesquisa de mercado da Kantar Worldpanel, aponta que um a cada cinco consumidores compra produtos vegetarianos na Irlanda. Além disso, desde 2016, o país tem registrado crescimento de vendas de 50% de alimentos vegetarianos.

O que também tem contribuído para uma mudança de hábitos por parte dos irlandeses, e especialmente em Dublin, é o trabalho desenvolvido pelo Vegan in Ireland.

O projeto tem promovido atividades, turnês, viagens e jantares mostrando como ser vegano não é nenhum sacrifício e, que além do benefício para os animais e para o planeta, pode ser muito saudável, divertido e prazeroso.

Outro ponto de mudança é que atualmente o governo da Irlanda está motivando a população a experimentar uma dieta vegetariana.

A iniciativa faz parte das novas diretrizes de saúde elaboradas e divulgadas pela Autoridade de Segurança Alimentar do país, que recomenda que as pessoas se abstenham do consumo de alimentos de origem animal por pelo menos alguns dias da semana.

O Guia de Apoio à Pirâmide Alimentar Saudável da Irlanda diz que ervilhas, feijões e lentilhas fornecem proteínas de boa qualidade e são uma alternativa de baixo teor de gordura, além de ricas em fibras, em comparação à carne.

O guia também indica o consumo de oleaginosas por serem ricas em fibras, gorduras boas e terem boas quantidades de proteínas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS

SEGUNDA CHANCE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>