Ativistas na Ucrânia exigem a proibição da exploração de animais em circo


Grupos de ativistas em defesa dos direitos animais se uniram pela causa após um leão reagir e atacar um treinador.


Ativistas da organização Animal Defenders International (ADI) protestaram na Ucrânia, e em outros países, pelo fim da exploração de animais nos circos após um leão estressado reagir e atacar o treinador durante uma performance em Luhansk.

O vídeo do ataque do leão viralizou em 23 de março, causando controvérsias nas redes sociais. A AAP Animal Advocacy constatou no Twitter: “Leão de circo lança um ataque em seu ‘domador’ em frente a uma audiência aterrorizada, a grande maioria são crianças. Nós continuaremos repetindo: animais selvagens colocam a segurança do público em severos riscos e a União Europeia deveria proibi-los completamente. #EUCircusBan.”

Presidente da ADI, Jan Creamer, afirma: “Explorados em prol do entretenimento, animais em circos suportam uma vida cheia de sofrimento e abuso.

“É hora para os países, que ainda não proibiram essa prática, para tomar um passo e parar de colocar os animais e pessoas em risco.”


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÍNDIA

RESGATE

ASFIXIA

NECROPSIA

SAUDADE

MAUS-TRATOS

FAMINTOS

SAÚDE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>